Produção industrial cresce 3,7% em junho

O valor divulgado pelo INE representa uma subida em relação a maio quando a variação era de 3,0% em maio. 

O Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou, esta segunda-feira, que o índice produção industrial apresentou uma variação homóloga de 3,7% em junho, uma subida em relação a maio quando a variação era de 3,0% em maio.

Se excluirmos o agrupamento de Energia esta variação foi de 7,0%, quando era de 4,7% no mês precedente. Por sua vez, a taxa de variação da secção das Indústrias Transformadoras situou-se em 6,7% (4,0% em maio). A variação mensal do índice agregado foi -1,5% (-0,5% no mês anterior).

Em relação ao segundo trimestre de 2022, o índice agregado aumentou 1,7% face ao trimestre homólogo (no primeiro trimestre, esta variação tinha sido de menos 2,1%).

Segundo o INE “os grandes agrupamentos industriais apresentaram comportamento díspares”. “Os agrupamentos de Bens de Investimento e de Bens Intermédios contribuíram com 2,2 pontos percentuais (p.p) e 2,1 p.p., respetivamente, em resultado de variações homólogas de 16,1% e de 6,0% (4,4% e 3,1% em maio), pela mesma ordem”, aponta o INE.

Já o agrupamento de Bens de Consumo passou de uma taxa de variação de 6,5% em maio para 4,3% em junho, ainda assim contribuindo com 1,4 p.p. para a variação do índice total.

O único contributo negativo , de menos 2,0 p.p., veio do agrupamento de Energia, em resultado de uma variação homóloga de 10,6%, em comparação aos menos 5,1% no mês anterior.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira, 8 de agosto

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta segunda-feira.

Zaporizhzhia. Ucrânia e Rússia querem visita da AIEA à central nuclear após ataques

Os apelos surgem depois de acusações mútuas sobre a origem dos ataques ao reator da central nuclear de Zaporiyia, no sul da Ucrânia.

Revista de imprensa internacional: as notícias que estão a marcar a atualidade global

EUA preparam-se para investir 362 mil milhões no combate às alterações climáticas; Pfizer adquire biofarmacêutica em troca de 5,3 mil milhões; Continuam os exercícios militares chineses perto da ilha de Taiwan
Comentários