Produção industrial diminuiu 10,6% em Portugal no ano passado

Em 2020, o total das vendas de produtos e prestação de serviços nas indústrias transformadoras fixou-se em 84,2 mil milhões de euros, um valor que pode ser comparado com os 94,1 mil milhões de euros de 2019. Para esta variação negativa contribuíram de forma mais intensa os produtos petrolíferos e a fabricação de veículos automóveis, afetada pela falta de semicondutores no mercado

A produção industrial registou uma quebra de 10,6% em 2020, face ao mesmo período do ano anterior, segundo o Índice de Produção Industrial divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta terça-feira, 7 de dezembro. O ano ficou marcado pelo impacto da pandemia de Covid-19, que obrigou ao encerramento da maioria das atividades económicas durante largos períodos, tendo efeitos negativos na indústria portuguesa.

Em 2020, o total das vendas de produtos e prestação de serviços nas indústrias transformadoras diminuiu 10,6%, em termos nominais, fixando-se em 84,2 mil milhões de euros (+2,7% e 94,1 mil milhões de euros em 2019). Para esta variação negativa contribuíram de forma mais intensa os produtos petrolíferos (-30,8% no valor total das vendas e prestação de serviços em 2020; +0,4% em 2019) e a fabricação de veículos automóveis (-19,3%; +13,0% em 2019).

De relembrar que o fabrico de automóveis foi severamente afetado em todo o mundo devido à falta generalizada de semicondutores (vulgarmente conhecidos por chips) no mercado.

O INE revela que, também nas indústrias transformadoras o impacto foi significativo, tendo registado decréscimos de 7,2% no valor acrescentado bruto e de 9,3% no excedente bruto de exploração, face a 2019.

As indústrias alimentares mantiveram a preponderância no total das vendas e prestação de serviços (14,1% do total das indústrias transformadoras ), apesar da ligeira diminuição de 0,6% face ao ano anterior (+3,2% em 2019), perfazendo 11,9 mil milhões de euros.

As cinco principais divisões registaram, no seu conjunto, um decréscimo de 12,9% (+4,9% em 2019), representando 44% do total das vendas e prestação de serviços da indústria transformadora (-1,5 p.p. face a 2019).

Também o valor da produção industrial vendida no mercado nacional diminuiu 10,4% (+2,2% em 2019) e as vendas para os mercados externos caíram 11,4% (+3,0% em 2019), com o mercado Intra-UE a registar uma redução superior à do mercado Extra-UE (-11,7% e -10,1%, respetivamente; +3,1% e +2,9%, pela mesma ordem, em 2019).

Recomendadas

Costa contraria ideia de empobrecimento e afirma que Portugal está a crescer mais do que Alemanha, França e Espanha

Dados de Costa surgem dias depois das previsões de Outono da Comissão Europeia, cujas mais recentes previsões indicam que em 2024 a Roménia ultrapassará Portugal no ranking de desenvolvimento económico da UE.

Macau renova licenças às seis atuais operadoras de casinos no território

MGM Grand Paradise, Galaxy Casino, Venetian Macau, Melco Resorts (Macau), Wynn Resorts (Macau) e SJM Resorts viram as propostas aprovadas.

PremiumOCDE deixa quatro recados a Portugal, do PRR ao orçamento

A OCDE está menos otimista do que estava no verão quanto à evolução da economia portuguesa no próximo ano, tendo revisto em baixa a previsão de crescimento do PIB. Aproveitou também para alertar para a importância do PRR e da consolidação orçamental.
Comentários