Produção na construção com aumento homólogo de 2,1%

Registou-se um aumento de 2,4% na construção de edifícios em julho e de 1,8% na engenharia civil, em julho, de acordo com dados do INE divulgados esta segunda-feira.

O índice de produção na construção acelerou para uma variação homóloga de 2,1% em julho, com o emprego e as remunerações a aumentarem 1,6% e 6,9%, respetivamente, informou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo o INE, o índice de produção na construção passou de um aumento homólogo de 1,6% em junho para 2,1% em julho em resultado de acelerações em ambos os segmentos: A ‘construção de edifícios’ aumentou 2,4% em julho (1,9% em junho) e a ‘engenharia civil’ passou de uma variação de 1,0% para 1,8% em julho.

Relativamente aos índices de emprego e de remunerações, no mês em análise apresentaram variações de 1,6% e 6,9%, respetivamente, face ao mesmo mês do ano anterior (2,0% e 6,2% em junho).

Face a junho, o emprego e as remunerações registaram taxas de variação de -0,1% e 3,6%, respetivamente (0,3% e 3,0% em julho de 2021).

Recomendadas

Governo prevê PIB a crescer 1,3% e défice de 0,9% no próximo ano

O cenário macroeconómico da proposta de Orçamento do Estado para 2023, que está hoje a ser apresentado aos partidos, contempla prevê um abrandamento do crescimento económico de 6,5%, este ano, para 1,3% no próximo. Inflação mantém-se no patamar do OE/2022 de 4% e dívida cai para 110,8%.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

Ryanair condena proposta da ANA de subir taxas aeroportuárias até 15% no próximo ano

“Não há justificação para um aumento de 15% nas já elevadas taxas aeroportuárias da ANA, especialmente quando o tráfego aéreo e turístico português ainda está a recuperar após a pandemia e deve ser apoiado com taxas aeroportuárias mais baixas”, refere a companhia irlandesa numa nota enviada à imprensa.
Comentários