Produção na construção cresceu 2,1% em setembro

A construção de edifícios aumentou 2,7% no mês em análise (2,4% no mês anterior) e a engenharia civil registou uma variação de 1,3% (depois de 2,5% no mês precedente), de acordo com os dados do INE.

O índice de produção na construção aumentou 2,1% em setembro, face ao mesmo mês do ano passado. Por outro lado, regista-se um abrandamento face aos 2,4% registados em agosto. A construção de edifícios aumentou 2,7% no mês em análise (2,4% no mês anterior) e a engenharia civil registou uma variação de 1,3% (depois de 2,5% no mês precedente), de acordo com os dados do INE.

Neste contexto, a construção de edifícios contribuiu em 1,6% para a taxa de variação homóloga (1,4% em agosto), ao passo que a engenharia civil gerou um contributo de 0,5% (1,0% no mês anterior).

No que diz respeito aos índices de emprego e remunerações, estes aumentaram 1,2% e 6,4%, se comparadas com setembro do ano passado (1,4% e 5,8% no mês anterior). O emprego e as remunerações apresentaram variações mensais de 0,2% e -2,1% no mês em análise (0,5% e -2,6% em setembro de 2021).

Recomendadas

Comunidades pedem a António Costa que resolva “discriminação” de pensionistas

O Conselho Regional das Comunidades Portuguesas na Europa (CRCPE) endereçou hoje uma carta ao primeiro-ministro de Portugal a solicitar a atualização das pensões e reformas para evitar perdas do valor futuro das pensões e reformas dos portugueses no estrangeiro.

JMJLisboa2023. Portugal terá retorno económico de cerca de 350 milhões de euros

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que se realiza no próximo mês de agosto em Lisboa, vai ter um retorno económico para Portugal de cerca de 350 milhões de euros, revelou hoje o coordenador do evento nomeado pelo Governo.

Câmara de Grândola aprova nova descida do IMI e alargamento do IMI familiar

A Câmara Municipal de Grândola aprovou, na passada quinta-feira, as propostas de redução do IMI de 0,34% para 0,33%, e de alargamento do IMI familiar para famílias com um dependente. Reduções que são para vigorarem em 2023.
Comentários