Produtores de batata-doce já podem exportar para o Egipto

No que respeita aos produtos hortícolas, o período de janeiro a outubro de 2019, registou um aumento nas exportações em mais de 40,7 milhões de euros quando comparado com o período homólogo do ano anterior.

Os agricultores portugueses podem agora dar início à exportação de batata-doce para o Egipto, depois de terem sido concluídos os processos de análise de risco de pragas, conduzidos pela Autoridade Fitossanitária do Egipto em articulação com a Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV). A análise permitiu fixar os requisitos fitossanitários a serem cumpridos por Portugal.

No que respeita aos produtos hortícolas, o período de janeiro a outubro de 2019, registou um aumento nas exportações em mais de 40,7 milhões de euros quando comparado com o período homólogo do ano anterior. Pode continuar a ler o artigo aqui.

Recomendadas

Oceanos. Presidente da República destaca papel pioneiro de Portugal nas renováveis

“No caso de Portugal, fomos pioneiros em muitos campos, como as renováveis. Quando começámos a substituir outras formas de energia alguns disseram éramos tolos, não éramos, agora queremos antecipar as metas internacionais”.

DGRM vai promover venda de 743 quilos de alabote congelado que foi apreendido

Para participar da venda, cujo valor mínimo é de 2.125 euros, pressupõe-se a prévia aceitação das condições estipuladas e envio de proposta até ao dia 13 de maio de 2022.

Marcelo elogia Cavaco e aponta Conferência dos Oceanos como “oportunidade única”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, elogiou esta segunda-feira o seu antecessor, Aníbal Cavaco Silva, considerando que deu “projeção cimeira ao mar”, e apontou a Conferência dos Oceanos como uma “oportunidade única” para Portugal.
Comentários