Produtos importados por Cabo Verde sobem 1,3% em novembro

Segundo o INE cabo-verdiano, os aumentos dos preços mais expressivos ocorreram nos bens de consumo (1,9%).

Os preços dos produtos importados aumentaram 1,3% em novembro de 2019, valor superior em 0,6 pontos percentuais (p.p.) face ao registado no mês anterior. De acordo com informações avançadas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) cabo-verdiano, a taxa de variação mensal registada pelo Índice de Termos de Troca foi de -1,2%, valor inferior em 0,7 p.p. face ao registado no mês anterior.

Os índices subjacentes e voláteis na importação registaram acréscimos de 1,2% e 1,5%, respetivamente, face ao mês anterior.

Segundo o INE, os aumentos dos preços mais expressivos ocorreram nas seguintes categorias de grupos: “bens de consumo” (1,9%), justifica-se com a subida dos preços de “produtos alimentares primários” (1,3%), “bens intermédios” (3,4%), justifica-se, essencialmente, com a subida dos preços de “produtos transformados para a carpintaria” (15,2%) e “bens de capital” (3,8%), justificada pela subida de preços de “máquinas” (5,3%).

A diminuição de preço na categoria e “combustíveis” (-0,6%), justifica-se com a descida da única subcategoria denominada “Combustíveis” (-0,6%).

Relativamente ao índice de preços de exportação, no mês passado, o índice de preço nas exportações situou-se em 101,0 correspondendo a um acréscimo de 0,1% face ao mês anterior.

O índice subjacente na exportação verificou um acréscimo de 0,2% e o volátil diminuiu 0,3% face ao mês anterior. A taxa de variação homóloga do índice de preço das exportações situou-se em -5,9%. Comparativamente ao mesmo mês em 2018, os índices subjacentes e volátil na exportação verificaram decréscimos de 6,0% e 5,5%, respetivamente.

Recomendadas

Cabo Verde quer cortar perdas de eletricidade na rede pública em 5,5 pontos em 2023

O Banco Europeu de Investimento vai financiar com 110 milhões de escudos (um milhão de euros) um programa para reduzir em 5,5 pontos percentuais as perdas de eletricidade na rede pública de distribuição em Cabo Verde em 2023, segundo o Governo.

CPLP: presidente da Guiné Equatorial à frente das contagens com 99,7% dos votos

A oposição denúncias fraude em massa e o único partido da oposição recusa reconhecer a vitória do líder octogenário, Teodoro Obiang. Há um mês, a CPLP congratulava-se com a integração do país como “Estado de pleno direito”.

Cabo Verde. Presidente assinala primeiro ano de mandato com críticas à crispação e avisos ao Governo

O Presidente da República cabo-verdiana, José Maria Neves, criticou hoje a “crispação” que permanece na política nacional, alertou que os tempos atuais “exigem consensos” e avisou que não é oposição, mas também não é “claque” do Governo.
Comentários