Professora do Técnico preside à Agência Nacional de Inovação

Joana Mendonça, professora Associada de Gestão da Inovação do Instituto Superior Técnico, foi nomeada esta terça-feira, 23 de março, presidente do Conselho de Administração da ANI, tornando-se a primeira mulher a presidir à instituição.

Joana Mendonça, doutorada em Engenharia e Gestão Industrial pelo Instituto Superior Técnico, onde é professora associada de Gestão da Inovação, é a nova presidente do Conselho de Administração da ANI – Agência Nacional de Inovação. No conselho terão também assento Eduardo Bacelar, do Centro de Computação Gráfica da Universidade do Minho e responsável durante os últimos anos pela colaboração entre a Universidade do Minho e a Bosch Car multimédia, e João Borga, diretor executivo da Startup Portugal.

A nomeação dos novos órgãos sociais da ANI para triénio de 2021-2023 decorreu esta terça-feira, 23 de março, durante a Assembleia Geral da Agência. Nuno Mangas, atual presidente do COMPETE, antigo presidente do Politécnico de Leiria e antigo Presidente do IAPMEI, será o novo presidente da Assembleia Geral da ANI. Paulo Ferrão, do IST e antigo presidente da FCT assumirá os cargos de vice-presidente e secretário. Os novos órgãos iniciarão funções até início de maio.

A ANI tem como objetivo estimular e promover a inovação tecnológica e empresarial em Portugal, contribuindo para a consolidação do Sistema Nacional de Inovação (SNI) e para o reforço da competitividade da economia nacional nos mercados globais.

A nova liderança tem como missão prosseguir as linhas orientadoras para uma estratégia de inovação tecnológica e empresarial para Portugal, 2018-2030, nomeadamente potenciando o estímulo do investimento privado em investigação e desenvolvimento (I&D), a promoção da colaboração entre entidades do sistema científico e tecnológico e o meio empresarial e o reforço da participação em redes e programas internacionais por parte das empresas e entidades do sistema científico e tecnológico nacional.

Recomendadas

Três praias de Oeiras interditadas a banhos

As praias de Caxias, Santo Amaro de Oeiras e Paço de Arcos foram interditadas a banhos, desde sexta-feira, depois das análises à qualidade da água revelarem valores microbiológicos acima dos parâmetros de referência, revelou hoje a Autoridade Marítima Nacional.

António Almeida-Dias: “Ao contrário do ensino superior estatal, não pedimos dinheiro ao Governo”

Presidente da APESP defende que Portugal tem muito a ganhar com um ensino superior privado que usufrua da autonomia e liberdade consagradas na Constituição e que o Estado limita. O setor privado da economia já demonstrou ser o motor da inovação e do progresso, diz.

IPLeiria constrói cinco residências e renova sete num investimento de 25 milhões do PRR

Com este investimento, o Politécnico vai assegurar residências de estudantes em todas as cidades onde conta com oferta formativa, nomeadamente em Leiria, Caldas da Rainha, Peniche, Marinha Grande, Pombal e Torres Vedras.
Comentários