Profissionais da hotelaria desafiados a atualizar conhecimentos de “Revenue Management”

Esta formação consiste em providenciar aos formandos as mesmas bases de “Revenue Management” que algumas das grandes cadeias internacionais implementaram ao longo dos últimos anos.

Stephane Mahe/Reuters

O Turismo de Portugal organiza, a partir de janeiro, um programa de formação para capacitação das empresas hoteleiras sobre os princípios básicos da filosofia de “Revenue Management”, na sua rede de Escolas do Estoril, Coimbra, Porto, Lamego, Portalegre e Faro.

Dirigido a revenue managers, diretores de alojamento, diretores comerciais e diretores derais de unidades hoteleiras que possuam experiência no setor e pretendam consolidar os seus conhecimentos nesta área, o curso tem a duração total de 28 horas, divididas por quatro sessões, com um cariz marcadamente prático procurando simular cenários do dia a dia.

O aumento das receitas e a otimização das oportunidades, num mercado em constante mudança, obriga os gestores hoteleiros a irem para além do conhecimento empírico e a rasgar com o passado, construindo uma estratégia assente em indicadores que permitam antecipar o comportamento dos seus clientes e principais concorrentes. Esta formação consiste em providenciar aos formandos as mesmas bases de Revenue Management que algumas das grandes cadeias internacionais implementaram ao longo dos últimos anos, adaptando as ferramentas e recursos à realidade de vários tipos de unidades nacionais, desde resorts a hotéis urbanos, hotéis independentes a cadeias nacionais.

 

Recomendadas

Governos podem precisar de taxar empresas de energia para ajudar os mais pobres, diz CEO da Shell

O presidente executivo da Shell considera que o mais importante é “proteger os mais pobres” e como tal os governos podem vir a precisar de taxar empresas de energia. “Há uma discussão a ser feita sobre isso, mas acho que é inevitável” a necessidade de intervenção, considerou.
Deloitte

Confiança das empresas na política fiscal do Governo desceu para mínimos de 2014, revela Deloitte

O estudo da Deloitte conclui “que uma maioria crescente dos empresários portugueses consideram o sistema fiscal complexo e ineficaz”. Sobre a competitividade e atratividade da economia portuguesa, os inquiridos elegem, como áreas de mudança mais importantes para a captação de investimento, a legislação laboral (48%) e a simplificação da burocracia em geral (47%).

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta terça-feira.
Comentários