Promotora nacional investe cinco milhões na reabilitação de edifício no centro histórico do Porto

O ‘Dom Hugo’ vai contar com 16 apartamentos, de tipologias T0 a T1 Duplex, destinado ao segmento jovem e com valores a partir dos 225 mil euros.

O centro histórico do Porto vai contar um novo empreendimento graças à promotora portuense Imolote que vai investir cinco milhões de euros no ‘Dom Hugo’, um projeto de reabilitação urbana residencial integrado na carteira de empreendimentos especiais da mediadora Century 21 Portugal, que será responsável pela comercialização do edifício.

Este projeto vai contar com 16 apartamentos, de tipologias T0 a T1 Duplex, destinado ao segmento jovem e com valores a partir dos 225 mil euros e um espaço comercial no rés do chão. A arquitetura ficará a cargo da OODA Architecture, sendo o empreendimento edificado pela Invenio Engenharia.

A reconstrução deste edifício vai ter início no próximo ano, estando a conclusão do mesmo prevista para o final de 2024.

Raquel Godinho, diretora de Mmarketing da IMOLOTE, salienta que “este projeto enquadra-se na estratégia da empresa, cuja missão é desenvolver produtos imobiliários exclusivos, sustentáveis, cujo posicionamento gere valor acrescentado à envolvente e em plena harmonia com o património urbano existente”.

Já Rodrigo Vilas-Boas, partner architect da OODA Architecture, explica que “foi procurada a recuperação e estabilização do passado histórico do edifício, onde as várias épocas de intervenção — passadas e futuras — se afirmam e fundem de forma adequada”.

Por sua vez, Francisco Paiva Ribeiro, PCA da Invénio Engenharia, refere que “esta é uma empreitada exigente, desafiadora e entusiasmante, quer pelo estado de conservação do edifício, quer pelo rigor construtivo necessário à sua execução”.

Por seu turno, Pedro Almeida, responsável da agência Century 21 Grupo Aliados III e IV, afirma que “este empreendimento permite uma experiência de grande envolvimento com a história da cidade”.

Recomendadas

PremiumNorfin estima investir 750 milhões de euros em projetos até 2027

Deste valor, 700 milhões serão direccionados para a promoção de construção nova, nomeadamente, 350 milhões para a área residencial, 200 milhões para o segmento de escritórios, 100 milhões de euros para o sector da hotelaria e 50 milhões de euros em retalho.

PremiumMaior negócio imobiliário do ano em Portugal atrai 20 propostas (com áudio)

As propostas não vinculativas para a compra dos ativos que a VIC Properties pôs à venda foram entregues na passada sexta-feira. Entre as mais de 20 propostas entregues está a da Vanguard Properties para a Herdade do Pinheirinho.

Prestação da casa sobe entre 108 e 251 euros em dezembro

A prestação da casa paga pelos clientes bancários no crédito à habitação vai subir acentuadamente este mês nos contratos indexados à Euribor a três, seis e 12 meses, face às últimas revisões, segundo a simulação da Deco/Dinheiro&Direitos.
Comentários