PS acusa Lopes da Fonseca de mentir sobre construção de novas residências universitárias na Madeira

Rui Caetano salienta que a nova residência universitária garantida para o Funchal representa um investimento de 6,5 milhões de euros e irá disponibilizar 200 camas para estudantes universitários.

O Partido Socialista repudia as afirmações do líder da bancada centrista, Lopes da Fonseca, proferidas na quarta-feira durante uma audiência com o secretário da Educação, de que o Governo da República teria deixado de fora a Madeira na construção de residências universitárias.

O líder parlamentar do PS, Rui Caetano, recorda que o contrato-programa que garante o financiamento para uma nova residência na Quinta de São Roque, foi assinado pelo reitor da Universidade da Madeira no dia 24 de novembro, em Lisboa, evento que contou com a presença do primeiro-ministro António Costa e a ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato, cumprindo com aquelas que são as responsabilidades do Estado no âmbito do ensino superior.

“É, portanto, falso”, refere Rui Caetano, “que a República não tenha incluído a Madeira nesta matéria, Lopes da Fonseca está a mentir deliberadamente e a tentar enganar os madeirenses”.

O deputado salienta ainda que a nova residência universitária garantida para o Funchal representa um investimento de 6,5 milhões de euros e irá disponibilizar 200 camas para estudantes universitários.

Recomendadas

Funchal: Coligação Confiança vê proposta sobre ruído chumbada pelo PSD

A proposta previa auscultação prévia a um leque abrangente de entidades que incluem não só as forças de segurança, a ARAE, a ACIF e os sindicatos representativos do sector das actividades económicas, mas também a Provedoria da Justiça, os munícipes que tenham apresentado reclamação sobre ruído nos últimos cinco anos e demais interessados.

Câmara do Funchal aprova benefícios fiscais para novo projeto de reabilitação urbana

Pedro Calado destacou a aposta que a autarquia está a fazer na recuperação de imóveis degradados com a atribuição de benefícios fiscais, quase todas as semanas.

Valor da comercialização de Vinho da Madeira cresceu 8,4% apesar da quantidade ter recuado 2,7%

A comercialização no mercado nacional atingiu os 583,4 mil litros e rendeu um valor aproximado a 5,3 milhões de euros, dos quais 463,9 mil litros e 4,1 milhões de euros são das vendas efetuadas na Região Autónoma da Madeira.
Comentários