PS responde ainda hoje a Cavaco

O PS responde ainda hoje às questões colocadas pela manhã pelo Presidente da República.


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A resposta por escrito às questões colocadas pelo Presidente da República esta manhã, será enviada ainda esta segunda-feira para a Presidência.

No entanto, António Costa não vai voltar a falar com os líderes do PCP, do Bloco de Esquerda ou dos Verdes avança o Observador.  O PS vai responder “ainda hoje”, “por escrito”, ao pedido de “clarificação formal” feito pelo Presidente da República, assegurou fonte da bancada parlamentar socialista ouvida pelo Observador. “Se o Presidente quer uma carta, terá uma carta”, diz a mesma fonte, remetendo para as declarações oficiais do líder parlamentar feitas ao Diário Económico. Àquele jornal, Carlos César garantiu que a resposta ao Presidente seguia esta segunda-feira e que nenhuma das “dúvidas” do Presidente será difícil de responder, uma vez que “já foi tudo dito”.

Carlos César em declarações ao Económico pouco depois de Costa ter sido recebido pelo Presidente em Belém, que “nenhuma das perguntas tem qualquer grau de dificuldade, foram todas respondidas nas últimas semanas, é só relembrar o que foi dito”.

Entretanto, o secretário geral do PCP já criticou o Presidente da República, porque as condições que foram agora exigidas ao secretário geral do PS, não foram anteriormente exigidas a Passos Coelho, o ainda primeiro-ministro. Jerónimo de Sousa considera que esta é mais uma desculpa para adiar o inevitável, disse o líder do PCP, em declarações à TSF.

O secretário-geral do PS foi recebido esta manhã, durante meia-hora, pelo Presidente da República. Após a reunião, a Presidência publicou uma nota onde deu conta de que foi solicitado ao secretário-geral do PS a “clarificação formal” de questões que, estão omissas dos “documentos, distintos e assimétricos, subscritos entre o Partido Socialista, o Bloco de Esquerda, o Partido Comunista Português e o Partido Ecologista “Os Verdes”, suscitam dúvidas quanto à estabilidade e à durabilidade de um governo minoritário do Partido Socialista, no horizonte temporal da legislatura”.

 

OJE

 

Recomendadas

Ricardo Leão: “Falta, acima de tudo, comunicação e coordenação no Governo”. Veja o “Discurso Direto”

Discurso Direto é um programa do Novo Semanário e do Jornal Económico onde todas as semanas são entrevistados os protagonistas da política, da economia, da cultura e do desporto. Veja a entrevista a Ricardo Leão, presidente da Câmara Municipal de Loures eleito pelo PS.

Costa contraria ideia de empobrecimento e afirma que Portugal está a crescer mais do que Alemanha, França e Espanha

Dados de Costa surgem dias depois das previsões de Outono da Comissão Europeia, cujas mais recentes previsões indicam que em 2024 a Roménia ultrapassará Portugal no ranking de desenvolvimento económico da UE.

Presidente do PS pede ao Governo apurado sentido de orientação e maior rigor nas condutas

Este aviso foi transmitido por Carlos César através de uma mensagem vídeo na sessão do PS evocativa dos sete anos de governos socialistas liderados por António Costa, que decorre na estação fluvial do Terreiro do Paço.