PS. Seguristas pedem primárias após presidenciais

Em declarações à agência Lusa, Álvaro Beleza, que integrou a direção do PS de António José Seguro e foi um dos responsáveis pela transição entre essa liderança e a de António Costa, vincou que é necessária uma “clarificação interna” sobre a liderança do PS a ter depois das eleições presidenciais de janeiro de 2016, e […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Em declarações à agência Lusa, Álvaro Beleza, que integrou a direção do PS de António José Seguro e foi um dos responsáveis pela transição entre essa liderança e a de António Costa, vincou que é necessária uma “clarificação interna” sobre a liderança do PS a ter depois das eleições presidenciais de janeiro de 2016, e às quais concorrem dois nomes da área política do PS: Maria de Belém e Sampaio da Nóvoa.

De todo o modo, acrescenta o socialista, António Costa, ao não demitir-se no domingo após a derrota nas legislativas, indicia que se irá recandidatar à liderança do partido, mas, advoga Beleza, do mesmo modo que Costa chegou à liderança do PS através de primárias o mesmo método deveria ser agora aplicado.

“O secretário-geral do PS é sempre um possível primeiro-ministro”, sustenta Beleza, recordando o facto de as primárias de 2014 terem sido para escolher o candidato socialista a primeiro-ministro e não o secretário-geral do partido.

Costa, prossegue o antigo membro da direção de Seguro, deve ser “coerente”, e portanto a “legitimação” da liderança do PS “tem de ser feita no mesmo tipo de eleição” com que o antigo presidente da Câmara de Lisboa chegou ao poder no partido.

OJE

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Mais de 1,1 mil milhões do PT 2020 mobilizados para a inclusão social e combate à pobreza no Norte do país

A Estratégia Europa 2020 assumida por Portugal visava atingir uma taxa de emprego de 75% e a redução de, pelo menos, 200 mil pessoas em situação de risco de pobreza ou exclusão social, metas que foram alcançadas.

Açores vão receber mais 80 milhões do PRR

O Governo dos Açores anunciou hoje que a região vai receber 80 milhões de euros adicionais ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e avançou que 90 milhões daquele plano já se encontram nos “destinatários finais”.