PSD e CDS-PP vão concorrer juntos às eleições regionais da Madeira em 2023

O presidente do PSD Madeira diz que “neste momento, está dissipado qualquer equívoco quanto à forma como vamos às eleições” regionais de 2023, acrescentando que “é fundamental manter a unidade na ação a nível governativo e parlamentar”.

O PSD e o CDS-PP vão concorrer juntos às eleições legislativas da Madeira em 2023, renovando a coligação que governa a região desde 2019, anunciou o líder do PSD Madeira e também presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque.

“Neste momento, está dissipado qualquer equívoco quanto à forma como vamos às eleições” regionais de 2023, disse Miguel Albuquerque, acrescentando: “Acho que é fundamental mantermos a unidade na ação a nível governativo e parlamentar”.

Miguel Albuquerque falava no encerramento das jornadas parlamentares conjuntas do PSD e do CDS-PP, que decorreram no Funchal e assinalaram o fim da 3.ª sessão legislativa da Assembleia Legislativa da Madeira.

O PSD e o CDS-PP assinalaram um acordo de coligação parlamentar e governamental em 2019, na sequência das eleições regionais desse ano, quando os social-democratas perderam a maioria absoluta com que sempre governaram a região autónoma, e mantiveram-no nas autárquicas de 2021.

Em março, na abertura do XVIII congresso regional do partido, Albuquerque recusou discutir coligações durante aquele encontro, tendo referido, no entanto, que “deixava a porta aberta” e que “o parceiro preferencial para negociação era o CDS-PP”.

No final de junho, durante o congresso regional do CDS/Madeira, o líder do partido, Rui Barreto, reiterou a vontade de fazer um acordo pré-eleitoral nas próximas eleições legislativas regionais, afirmando que os centristas querem continuar a ser um “garante de estabilidade”.

Recomendadas

Madeira: Número de acidentes de trabalho diminuiu 24,4% em 2020

O sector da “Construção” concentra o maior número de acidentes, com 24% do total, seguido do sector do “Comércio por grosso e a retalho, reparação de veículos automóveis e motociclos”, com 16,5%.

Câmara do Funchal promove atividades lúdicas para celebrar Dia Internacional da Juventude

As atividades estarão a decorrer próxima sexta-feira à tarde, das 15ho0 às 18h00, no Parque de Santa Catarina. 

IL denuncia falta de resposta da Câmara do Funchal para problema de ruído na Zona Velha

Nuno Morna frisa que há dois meses o partido pediu uma audiência a várias entidades, nomeadamente o Presidente da Câmara do Funchal, Inspeção das Atividades Económicas (ARAE), Comando Regional da PSP Madeira e Provedoria de Justiça, onde pretendia apresentar e clarificar questões sobre a situação do ruído da Zona Velha.
Comentários