PSD-Madeira realça que dívida pública da região é consideravelmente inferior à dívida nacional

No que diz respeito ao salário mínimo nacional, Rogério Gouveia confirma que este foi de facto aumentado para 705 euros, incluindo na RAM, mas o Governo da República excluiu a Madeira na aplicação de medidas de compensação às entidades patronais tendo em vista este aumento, medidas essas apenas aplicadas em território continental.

Em resposta a acusações da oposição no que diz respeito às despesas públicas na Região Autónoma da Madeira (RAM), o deputado Carlos Rodrigues do Partido Social Democrata (PSD) realçou que a dívida pública da RAM é de 93,4%, enquanto que a dívida nacional é de a 117%.

Tal corresponde a menos 24 pontos percentuais face à dívida nacional, destacou o deputado do PSD, afirmando que os argumentos da oposição nesta questão “são fracos e meramente demagógicos”.

Por sua vez, o deputado Brício Araújo, também do PSD, realçou a determinação do Executivo Regional em assegurar condições de estabilidade política para discutir presentemente o Orçamento Regional para 2022, contrariamente ao que se passa em território continental, com um Governo de “esquerda radical” marcado pela instabilidade política.

Em resposta, o Secretário Regional das Finanças, Rogério Gouveia, também criticou o Governo da República, afirmando que este é motivado pelos “interesses pessoais e partidários em detrimento do País”.

No que diz respeito ao salário mínimo nacional, Rogério Gouveia confirma que este foi de facto aumentado para 705 euros, incluindo na RAM, mas o Governo da República excluiu a Madeira na aplicação de medidas de compensação às entidades patronais tendo em vista este aumento, medidas essas apenas aplicadas em território continental.

Recomendadas

Madeira: Marta Freitas volta a representar PS no Conselho Consultivo sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência

Marta Freitas, que já havia assumido esta posição no mandato anterior, foi agora reconduzida pelo Grupo Parlamentar Socialista, tendo tomado posse esta segunda-feira.

Saiba em que consiste a etiqueta energética e a sua importância na compra de equipamentos elétricos

A nova etiqueta energética já é uma realidade no nosso mercado. Os consumidores precisam de conhecer esta ferramenta, útil e intuitiva, para escolher os seus eletrodomésticos de forma esclarecida e eficiente.

Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira celebra novo protocolo com a Escola Nacional de Bombeiros

O protocolo é válido por tempo indeterminado, permitindo ainda o intercâmbio entre formandos e formadores do SRPC e da ENB, em várias áreas formativas.
Comentários