PSD retira confiança política a vereador do Seixal por “defraudar expectativas dos eleitores”

A comissão política da secção do PSD Seixal considera que as “posições políticas individualistas” do autarca têm “defraudando as expectativas dos eleitores” e não cumprem o programa com que o partido se comprometeu nas autárquicas de 2017.

PSD

O Partido Social Democrata (PSD) retirou por unanimidade a confiança política ao vereador eleito na Câmara Municipal do Seixal, Manuel Pires de Andrade Pereira. A comissão política da secção do PSD Seixal considera que as “posições políticas individualistas” do autarca têm “defraudando as expectativas dos eleitores” e não cumprem o programa com que o partido se comprometeu nas autárquicas de 2017.

“A sua atuação na Câmara Municipal do Seixal não cumpre a função primordial dos seus mandatos políticos que é a representação do partido que o elegeu, seguindo posições políticas individualistas, não respeitando o programa apresentado pelo PSD nas autárquicas de 2017, defraudando as expectativas que os eleitores depositaram em nós”, explica a comissão política do PSD Seixal, em comunicado.

O partido diz que não se revê na cumplicidade que o vereador eleito pelo PSD tem com a CDU, tendo em conta que tal compromete “o princípio de lealdade, solidariedade, respeito e da confiança entre as partes envolvidas”. Em causa estão “ações contraditórias” que culminaram com a votação das Grandes Opções do Plano e orçamento para 2019, “contra a orientação expressa que lhe tinha sido dada pelo PSD”.

Com a retirada da confiança política ao vereador, o PSD demarca-se formalmente e institucionalmente das respetivas posições políticas e decisões executivas que possa vir a tomar. “O PSD Seixal comprometeu-se em fazer diferente, ser responsável e sério, mas como diz o Presidente Rui Rio, nunca servir apenas de muleta do poder”, sublinha.

Nas eleições autárquicas de 2017, o PSD foi a terceira força política mais votada (com 11.84%), abaixo do Partido Comunista Português (PCP) e do Partido Socialista (PS). O resultado permitiu-lhe eleger apenas um vereador para a autarquia. Antes de se tornar vereador na Câmara do Seixal, Manuel Pires Pereira tinha sido vice-presidente do Centro de Assistência Paroquial de Amora, depois de ter trabalhado durante vários anos como professor.

Recomendadas

Luís Menezes Leitão formaliza recandidatura a bastonário da Ordem dos Advogados

O atual bastonário da Ordem dos Advogados, Luis Menezes Leitão, anunciou que formalizou esta terça-feira em Lisboa a sua recandidatura ao cargo para o triénio 2023-2025.

Censura do Chega a Santos Silva “padece de inconformidade constitucional e regimental”

A iniciativa do Chega que pretende censurar o comportamento do presidente do parlamento, Augusto Santos Silva, “padece de inconformidade constitucional e regimental”, não tendo condições para ser admitida, defende um parecer elaborado pela deputada única do PAN.
Carlos Moedas

Um ano de Carlos Moedas. Oposição lança críticas à liderança do autarca da Câmara de Lisboa

No geral, PS, PCP e BE fazem uma avaliação negativa da liderança do presidente da Câmara Municipal de Lisboa e todos os partidos falam em retrocessos ou más decisões, especialmente no que toca à habitação.
Comentários