PSI-20 contraria tendência europeia e encerra no ‘vermelho’

Entre as principais praças europeias, o alemão DAX valorizou 0,34%, o francês CAC 40 aumentou 0,16% e o espanhol IBEX 35 também encerra o dia em terreno positivo, a ganhar 0,48%. Já o britânico FTSE 100 encerra a sessão no ‘vermelho’ a perder 0,19%.

A bolsa de Lisboa encerrou a sessão desta quinta-feira em terreno negativo, pressionada pelas quedas da REN e Sonae. O principal índice bolsista português (PSI 20) caiu 0,05%, para 5.571,67 pontos.

Na bolsa portuguesa, destaque para Sonae e REN, que lideraram as perdas com as ações a desvalorizarem 0,99% para os 1,004 euros e 1,16% para os 2,55 euros, respetivamente. A Galp também encerra a sessão a cair 0,33% para os 8,51 euros e o Banco Comercial Português (BCP) fecha o dia a perder 0,07% para os 0,1411 euros.

“Com 2021 a chegar ao fim, as principais preocupações dos investidores para o próximo ano deverão centrar-se nas implicações da nova variante ómicron, o impacto da retirada de estímulos na economia por parte dos bancos centrais e a elevada inflação, impulsionada por constrangimentos na cadeia de fornecimento e por custos energético elevados”, comenta o analista de mercados da Millennium investment banking, Ramiro Loureiro.

O analista acrescenta que “apesar do aumento de casos, países como Itália e Austrália estão a reduzir as restrições, à medida que diversos indicadores apontam para a possibilidade da variante ómicron ter uma severidade inferior às estirpes anteriores, o exemplo mais recente vem dos EUA onde os casos estão a aumentar, no entanto, as mortes estão a diminuir”.

Entre as principais praças europeias, o alemão DAX valorizou 0,34%, o francês CAC 40 aumentou 0,16% e o espanhol IBEX 35 também encerra o dia em terreno positivo, a ganhar 0,48%. Já o britânico FTSE 100 encerra a sessão no ‘vermelho’ a perder 0,19%.

O preço do petróleo está a subir nos dois lados do atlântico. Em Nova Iorque, o WTI aumenta 0,43% para os 76,89 dólares por barril, enquanto o Brent valoriza 0,32% para os 79,46 dólares em Londres.

No mercado cambial, o euro deprecia 0,28% face ao dólar norte-americano, para 1,1317 dólares.

Recomendadas

Wall Street fecha a perder, com Nasdaq e S&P 500 a tombar mais de 2%

A nível empresarial, destaque para a queda da Apple de quase 5% depois do Bank of America baixar a empresa de Neutral para Buy, citando preocupações com uma desaceleração nos gastos do consumidor.

PSI fecha no ‘vermelho’. Jerónimo Martins perde mais de 6%

Houve apenas duas cotadas a terminarem a sessão em terreno positivo. Os CTT fecharam a valorizar 3,82% para os 2,72 euros e a Galp cresceu 0,44%, com as suas ações nos 9,63 euros. No mercado cambial, o euro está a ter uma valorização de 0,46% face ao dólar, para os 0,9779 euros.

Wall Street arranca ‘mista’ numa Europa mergulhada no ‘vermelho’

A a Amazon está em destaque, após anunciar um aumento do salário médio dos trabalhadores de armazém, bem como os trabalhadores de entregas. O anúncio antecede em duas semanas o segundo evento de ofertas Prime Day da Amazon, marcado para 11 e 12 de outubro, evento que provocou uma crescente pressão sindical sobre a empresa.
Comentários