PSI 20 fecha em queda ligeira

O PSI 20 corrigiu hoje de quatro sessões em alta, pressionado pelas acções do Banco Comercial Português e Mota-Engil. Praças europeias fecharam mistas em véspera do feriado do dia de ação de graças nos EUA.

O índice português desvalorizou 0,33% para 4.427,03, num dia em que o Tesouro Português colocou 700 milhões de euros em OT com maturidade em Abril de 2021. A penalizar o índice estiveram os títulos do BCP (-3,79%), EDP (-0,84%), Jerónimo Martins (-0,41%), Mota-Engil (-4,03%), Pharol (-1,07%) e Sonae (-0,51%).

A negociar em contraciclo estiveram os títulos dos CTT (0,22%), Galp Energia (0,28%), NOS (0,84%) e Navigator (0,36%).

 

As restantes praças da Europa acabaram por fechar mistas. O  Dax subiu 0,07%, o índice francês CAC perdeu 0,02%, a praça holandesa AEX desvalorizou 0,07%, o Footsie de Londres avançou 0,47%, e o Ibex de Madrid ganhou 0,26%.

Em termos sectoriais, os bancos, as seguradoras e as empresas de telecomunicações figuraram entre os piores performers, tendo sobressaído o sector bancário italiano, penalizado pela aproximação do referendo que se vai realizar no país no dia 4 de Dezembro. Por outro lado, os bancos europeus também foram desfavorecidos pelo facto da comissão Europeia ter anunciado um plano para reforçar as exigências em termos de rácios de capital.

Para João Tenente, gestor da XTB, “depois de alguns dos índices norte-americanos terem chegado a níveis históricos, houve algum espaço para algumas correcções técnicas. O petróleo voltou a pressionar as bolsas estando a negociar perto dos 47 dólares. Poderemos assim ter algumas quedas nos próximos dias especialmente nas praças europeias pois as bolsas norte americanas irão estar encerradas sendo hoje o último dia que irão estar abertas esta semana”.

O petróleo Brent cai 0,26% para os 48,99 dólares.

No mercado de câmbios, o euro perde 0,66% para 1,0555 dólares. A Libra sobe 020% para 1,2447 dólares.

A ‘yield’ da dívida portuguesa a dez anos, cai 0,3 pontos base para 3,665%, após o IGCP ter colocado obrigações do tesouro a taxas mais altas.

As bolsas do outro lado atlântico negoceiam mistas. O Dow Jones sobe 0,18%, o S&P perde 0,11% e o Nasdaq desvaloriza 0,38%.

Amanhã celebra-se o Dia de Acção de Graças, estando o mercado encerrado. Na 6ª feira, a sessão será mais curta, terminando às 18h00 portuguesas. Assim, é expectável que na fase final da sessão de hoje se assista a uma diminuição do volume na medida em que diversos gestores de fundos deixam prematuramente as salas de trading.

Recomendadas

Wall Street encerra sessão com índices a desvalorizar mais de 1%

No fim de sessão em Wall Street o Dow Jones perde 1,45% para 33.849,46 pontos, o S&P 500 cai 1,51% para 3.965,30 pontos e o tecnológico Nasdaq cede 1,58% para 11.049,50 pontos. 

PSI cai em linha com Europa. Greenvolt e BCP lideram perdas

Dos quinze títulos apenas três fecharam em alta em Lisboa. Lá fora, “o ambiente de contestação social que se vive na China, onde se intensificam os protestos contra a política de Covid zero, está a gerar desconforto aos investidores e que desta forma descontam o mesmo nas bolsas”, realça o analista da MTrader.

Lagarde avisa que taxas de juro vão continuar a subir

Dados da inflação na zona euro em novembro vão ser conhecidos esta semana. BCE reúne-se em meados de dezembro.
Comentários