PSI 20 mantém tendência positiva impulsionada pela Sonae Capital e BCP

A praça lisboeta continua em alta estando a valorizar 0,43%, para 5.170,93 pontos e indo ao encontro das suas congéneres europeias.

O principal índice bolsista português, PSI 20, continua em terreno positivo na manhã desta quinta-feira, estando a valorizar 0,43%, para 5.170,93 pontos, seguindo a tendência da maioria das suas congéneres europeias.

A fazer crescer o PSI 20 estão entre as principais cotadas portuguesas a NOS, que sobe 1,67%, para 5,06 euros, a Sonae Capital, que sobe agora 1,04%, para 0,77 euros, depois de ter informado o mercado que o fundo soberano da Noruega, o Norges Bank, passou a deter uma participação qualificada de 2,17% da empresa. Por sua vez, o BCP valoriza 0,31%, para 0,19 euros.

Em terreno negativo encontram-se apenas quatro cotadas: a EDP, que desce 0,11%, para 3,70 euros, a EDP Renováveis que cai 0,20%, para 10,06 euros e a F. Ramada que desvaloriza 0,67%, para 5,90 euros e RENE, que perde 0,37%, para 2,71 euros.

Na Europa a maioria das cotadas encontram-se a negociar no ‘verde’, num dia que está a ser marcado pelas eleições no Reino Unido. Na Alemanha, o DAX cresce 0,14%, no Reino Unido, o FTSE 100 sobe 0,61%, o francês CAC 40 valoriza 0,09%, o holandês AEX desce 0,03%. Em Espanha, o IBEX35 valoriza 0,01% e o italiano FTSE MIB cresce 0,37%.

A cotação do barril de Brent valoriza 0,75%, com valor de 64,20 dólares, enquanto a cotação do crude WTI cresce 0,46%, para 59,03 dólares por barril.

No mercado cambial o euro valoriza 0,07%, para 1,11 dólares.

Recomendadas

CMVM publica cinco decisões de contraordenação, incluindo a coima de 75 mil euros à Orey Antunes

Na base das decisões da CMVM estão três processos por violação de deveres de atuação dos auditores. O processo contra a Orey Antunes por não ter divulgado os documentos de prestação de contas anuais e um processo por violação de deveres dos intermediários financeiros.

Wall Street abre a terceira sessão da semana com perdas ligeiras

A Lyft, concorrente da Uber, é um dos títulos em destaque, depois de anunciar que congelou todas as contratações nos Estados Unidos até ao final do ano, no âmbito de um corte de custos para controlar o impacto da inflação. As ações da plataforma de transporte reagem pela positiva.

CMVM lança o Via Mercado em Aveiro

“Esta é uma iniciativa que procura promover o acesso das empresas ao mercado de capitais“, diz a CMVM.
Comentários