PSI encerra ‘flat’ em dia negativo para as principais praças europeias. BCP perdeu mais de 4%

Lá fora, as principais praças europeias negociaram no ‘vermelho’. O DAX depreciou 1,76%, FTSE 100 desvalorizou 0,97%, CAC 40 perdeu 0,56%, e IBEX 35 recuou 0,48%.

Dado Ruvic/Reuters

A bolsa de Lisboa encerrou esta quinta-feira ‘flat’ nos 5.921,51 pontos, depois de ter iniciado a sessão no ‘vermelho’ e recuperado a meio do dia para terreno positivo. O BCP liderou as perdas ao cair 4,43% para 0,1726 euros. Galp derrapa 1,98% para 10,88 euros. Em sentido contrário, a EDP valorizou 1,98% para 4,43 euros e a Jerónimo Martins ganhou 1,58% para 19,23 euros.

Destaque ainda para a Mota-Engil, que depreciou 2,45% para 1,272 euros, para a Semapa (-2,35% para 13,30 euros), Altri (-1,60% para 6,14 euros) e CTT, que caíram 1,44% para 3,08 euros.

Nos ganhos, destaca-se a EDP Renováveis, que apreciou 3,40% para 22,50 euros. Entretanto, a NOS permaneceu inalterada nos 10,32 euros.

Lá fora, as principais praças europeias negociaram no ‘vermelho’. O DAX depreciou 1,76%, FTSE 100 desvalorizou 0,97%, CAC 40 perdeu 0,56%, e IBEX 35 recuou 0,48%.

“A generalidade das principais bolsas encerrou em baixa a sessão desta quinta-feira, num dia marcado pela revelação de que a atividade na indústria e serviços da Zona Euro e dos EUA registou uma desaceleração superior ao previsto do ritmo de crescimento em junho. Os dados alimentam as preocupações relacionadas com uma potencial recessão económica, numa altura em que os bancos centrais tentam combater o pico de inflação com subidas de juros. Hoje o BCE avançou com uma previsão de inflação mais elevada, ao mesmo tempo que cortou o outlook de crescimento real para 2022 e 2023, elevando para 2024. A subida dos preços de gás natural para entrega na Europa, depois da Alemanha ter aumentado o nível de alerta, foi uma das condicionantes”, segundo o analista Ramiro Loureiro, do Millennium BCP.

“O PSI conseguiu escapar à queda, com o índice nacional a encerrar praticamente em linha com a cotação de fecho de ontem, sustentado pela valorização de cotadas como EDPR, EDP, J.Martins, Sonae e REN”, acrescentou.

Em Portugal o INE revelou que o índice de preços da habitação (IPHab) cresceu 12,9%, no primeiro trimestre, face ao mesmo período de 2021, mais 1,3 pontos percentuais do que no trimestre anterior.

Hoje o BCE avançou com uma previsão de inflação mais elevada, ao mesmo tempo que cortou o outlook de crescimento real para 2022 e 2023, elevando para 2024.

A subida dos preços de gás natural para entrega na Europa, depois da Alemanha ter aumentado o nível de alerta, foi uma das condicionantes.

O Gás Natural cai mais de 6%, depois dos inventários terem aumentado mais do que o esperado

Pierre Veyret, analista técnico da ActivTrades, destaca que as “as ações caíram na Europa e os ganhos de ontem diminuíram, juntamente com os futuros norte-americanos, à medida que o sentimento do mercado é pressionado pelos últimos comentários do presidente da Fed, Jerome Powell”.

“A incerteza e o medo de negociação prevaleceram hoje, à medida que os investidores continuam a proteger a sua exposição em ações com refúgios mais seguros, como o ouro, os títulos do tesouro e o iene japonês”, avança o mesmo analista.

“Essa rotação entre as diferentes classes de ativos aumentou logo após as palavras de Powell sobre o impacto negativo de uma mudança de política muito acentuada e a probabilidade de uma recessão futura. Isso confirma as perspectivas enevoadas de médio a longo prazo para ativos mais arriscados e a atual falta de direção para esses mercados”, segundo a ActivTrades.

“Podem ser fornecidos ainda hoje mais detalhes, pois o presidente da Fed falará perante a Câmara dos EUA, enquanto o BCE divulgará o seu boletim económico. Enquanto isso, os investidores estão a aguardar os principais dados de hoje, com os PMIs da zona do euro, bem como os dados iniciais do desemprego dos EUA que sairão no final desta tarde”, lembra o analista da ActivTrades.

O euro recua 0,51% para 1,0512 dólares.

A dívida alemã cai 20,65 pontos base para 1,42% e os juros de Portugal caem 18,42 pontos base para 2,48%. Espanha também com os juros em queda de 19,33 pontos base para 2,51% e Itália idem com juros a 10 anos a recuarem 15,91 pontos base para 3,38%.

Nos outros mercados, o preço do barril de petróleo está a cair dos dois lados do Atlântico: em Nova Iorque, o WTI recua 1,46% para 104,69 dólares, e em Londres o Brent está a cair 1,08% para 110,49 dólares.

No mercado cambial, o euro desvaloriza 0,65% face ao dólar norte-americano para os 1,0502 dólares.

Recomendadas

Bolsa abre no ‘verde’ com Galp Energia a liderar ganhos

O petróleo está a valorizar com o brent a subir 1,87% para os 113,06 euros e o crude a valorizar 1,85% para os 111,60 euros.

Topo da agenda: o que não pode perder na economia e nos mercados esta terça-feira

Discurso de Christine Lagarde debate moderado pelo economista-chefe do Banco Central Europeu Phillip Lane.

Bolsas americanas arrancam mais uma semana no vermelho

Wall street fechou um dia pouco agitado no vermelho, debatendo-se para segurar os ganhos a meio da sessão depois de uma semana de perdas assinaláveis.
Comentários