PSI encerra no ‘verde’. BCP dispara mais de 5% e Greenvolt quase colada

Lisboa terminou a sessão em linha com as suas congéneres europeias. O CAC 40 ganhou 1,78%, DAX avançou 1,60%, IBEX apreciou 1,45%, e o FTSE100 valorizou 0,93%.

A bolsa de Lisboa encerrou a sessão desta quinta-feira em terreno positivo ao valorizar 1,95% para 6.305,14 pontos. O BCP liderou os ganhos, ao subir 5,53% para 0,1946 euros, imediatamente seguido da Greenvolt (+4,68% para 7,38 euros).

Destaque ainda para a Altri, que avançou 3,79% para 6,02 euros, Galp (+3,74% para 12,06 euros), Sonae (+2,91% para 1,0970 euros), CTT (+2,17% para 3,77 euros). Ainda com subidas superiores a 1% estiveram a EDP Renováveis, que apreciou 1,74% para 23,37 euros, e a Navigator, que ganhou 1,33% para 4,12 euros.

Em sentido contrário, apenas duas cotadas encerraram em terreno negativo. A REN perdeu 0,33% para 2,995 euros e a EDP desvalorizou 0,02% para 4,78 euros, sendo que esta última refletiu o ambiente negativo do setor das Utilities.

Lá fora, as principais praças europeias negociaram em terreno positivo. O CAC 40 ganhou 1,78%, DAX avançou 1,60%, IBEX apreciou  1,45%, e FTSE 100 valorizou 0,93%.

“Os mercados de ações europeus viveram uma sessão de ganhos, motivados pelas atas da última reunião da Fed que foram reveladas ontem ao final da tarde e que mostraram sinais de alguma flexibilidade no que respeita à subida de juros, sinal de que os membros do Banco Central norte-americano estão atentos ao momento económico”, disseram os analistas do Millenium BCP, que sublinhou o destaque do PSI.

No mercado petrolífero, o preço do barril de petróleo está a subir dos dois lados do Atlântico: em Nova Iorque, o WTI aprecia 3,47% para os 114,20 dólares, enquanto o Brent ganha 2,49% para os 113,87 dólares em Londres.

No mercado cambial, o euro valoriza 0,39% em relação face ao dólar norte-americano para os 1,0722 dólares.

Recomendadas

Wall Street recupera e vai de fim de semana com subidas

Ainda assim, os títulos da Meta Platforms, que detém o Facebook, deslizaram após vir a público que a empresa liderada por Mark Zuckerberg está a cortar os planos de contratação de engenheiros, antecipando uma eventual desaceleração económica.

PSI fecha no verde com EDP Renováveis a disparar mais de 5% e EDP mais de 4%

Apesar da leitura preliminar da inflação, no mês de junho, ter registado um novo pico, acima do esperado, os mercados não reagiram negativamente. Ainda assim as bolsas da Europa fecharam mistas. Energia e utilities em forte alta.

Wall Street entra em julho com o pé esquerdo

O sector dos semicondutores está a cair após a empresa Micron Technology, fabricante de chips, ter apresentado um ‘guidance’ fiscal para o quarto trimestre que desiludiu o mercado. As concorrentes perdem mais de 2% no arranque da última sessão da semana.
Comentários