PSI fecha em alta em linha com Europa, com Navigator, Altri e Galp a liderar

A bolsa de Lisboa fechou a sessão desta quarta-feira em terreno positivo, acompanhando a tendência das congéneres europeias. Nem a queda de mais de 3% do BCP travou o verde em Lisboa. Hoje foi dia de resultados de bancos na Europa.

Kai Pfaffenbach/Reuters

O PSI fechou a subir 0,42% para 5.886,34 euros, com a Navigator, a Altri e a Galp a liderarem a sessão.

A Navigator avançou 2,66% para 3,87 euros; a Altri ganhou 2,46% para 6,26 euros; e a Galp subiu 2,14% para 10,96 euros. A NOS valorizou 1,20% para 4,04 euros.

Só quatro títulos fecharam em queda, e de entre eles o destaque vai para o BCP que recuou 3,16% para 0,1470 euros. A Corticeira Amorim foi o segundo título que mais caiu (-1,73% para 9,63 euros).

A EDP também fechou ligeiramente negativa (-0,04% para 4,45 euros). Já os CTT perderam -0,71%.

Europa fechou no verde, excepto a Polónia e a Grécia.

O EuroStoxx 50 avançou 0,36% para 3.734,6 pontos e o Stoxx 600 valorizou 0,59%.

O FTSE 100 subiu 0,53% para 7.425,61 pontos; o CAC 40 subiu 0,48% para 6.445,26 pontos; o DAX subiu 0,27% para 13.793,94 pontos; o FTSE MIB avançou 0,63% para 23.830,11 pontos; e o IBEX 35 fechou em alta de 0,46% para 8.477,7 pontos.

Ramiro Loureiro, analista de mercados do BCP, diz que as bolsas europeias foram oscilando entre território positivo e negativo ao longo da sessão e acabaram por encerrar na sua maioria em alta.

“Num dia com muitas contas empresariais para digerir em ambos os lados do Atlântico, e que no velho continente acabaram por puxar por setores como o Automóvel e o Químico, o de Recursos Naturais destacou-se pela positiva, ao valorizar mais de 4%”, destaca o analista.

Nas empresas hoje foi dia de resultados do Deutsche Bank, Commerzbank e Credit Suisse e da alemã Mercedes que divulgou receitas acima do antecipado (ações avançaram 0,99%).

O lucro do Commerzbank cresce 113,5% para 284 milhões no 1.º trimestre e as ações fecharam a subir 1,26%. Já o Deutsche Bank anunciou hoje que alcançou um lucro de 1,06 mil milhões de euros no primeiro trimestre do ano, um aumento de 16,7% em relação ao registado no mesmo período do ano passado.  Mas as ações caíram 5,60%.

O Credit Suisse aumentou os prejuízos para 267 milhões de euros no trimestre (as ações caíram 2,64%).

Na frente da guerra na Ucrânia, depois de notas de que a Rússia cortou o fornecimento de gás à Polónia e à Bulgária, que rejeitaram a imposição russa de pagamento em rublos, terem feito disparar os preços do gás natural, as atenções voltaram-se para o fornecimento à Alemanha e à Itália.

O preço do gás natural para entrega em maio no mercado holandês sobe hoje mais de 10%, depois de a Rússia cortar o fornecimento à Polónia e à Bulgária por terem recusado o pagamento em rublos.

“A presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen alertou as empresas para não se curvarem às exigências russas”, refere a análise.

A Comissão Europeia propôs hoje a suspensão, por um ano, dos direitos sobre todas as exportações ucranianas para a União Europeia, um “gesto de ajuda sem precedentes” para apoiar os produtores e exportadores ucranianos devido à guerra.

O euro desceu hoje abaixo de 1,06 dólares, um mínimo desde abril de 2017 em relação ao dólar, que se valoriza devido à divergência entre as políticas monetárias da Reserva Federal (Fed) e do Banco Central Europeu. O euro cai 0,76% para 1,0557 dólares.

O petróleo Brent em Londres cai 1,04% para 103,90 dólares o barril.

No mercado de dívida pública as obrigações alemãs a 10 anos caem 1,26 pontos base para 0,80%. As obrigações do tesouro portuguesas descem 0,88 pontos base para 1,84% e Espanha tem os juros a recuarem 0,63 pontos base para 1,79%. Também Itália vê os juros caírem 1,70 pontos base para 2,57%.

 

Recomendadas

Bolsa de Lisboa contraria Europa e encerra em terreno positivo com a EDP a liderar ganhos

Contrariamente, as congéneres europeias encerram a sessão no ‘vermelho’, excetuando o espanhol Ibex 35, que valoriza 0,05%.

Wall Street abre no ‘vermelho’. Snapchat arrasta sector tecnológico com perdas superiores a 38%

As ações da Snapchat (Snap) caem 38,05% para 13,96 dólares e arrastam o sector tecnológico depois de a empresa ter emitiu uma declaração em que fazia uma revisão em baixa das suas previsões sobre o crescimento trimestral e apontou para a deterioração do ambiente macroeconómico.

Greenvolt e Energias de Portugal lideram perdas na Bolsa de Lisboa

A Bolsa de Lisboa está a meio da sessão no ‘vermelho’. A Greenvolt desce 6,78%, para os 6,74 euros e a EDP desvaloriza 1,09%.
Comentários