PSI fecha no ‘vermelho’ com BCP a perder mais de 4%

As principais bolsas europeias também fecharam em terreno negativo, com o DAX (Alemanha) a desvalorizar 1,57%, o CAC 40 (França) a perder 1,17%, o IBEX 35 (Espanha) a cair 0,96% e o FTSE 100 (Reino Unido) a recuar 0,08%.

A Bolsa de Lisboa (PSI) fechou a sessão desta sexta-feira no ‘vermelho’, a desvalorizar 0,97%, nos 5.354,70 pontos, com o BCP a perder mais de 4%.

O BCP liderou nas perdas e fechou a desvalorizar 4,03%, com as suas ações a valerem 0,1262 euros, seguido da Greenvolt, que perdeu 2,77% para os 8,08 euros, enquanto a EDP Renováveis caiu 2,65% para os 20,98 euros.

A Jerónimo Martins também fechou a sessão a perder 1,85%, com as suas ações nos 18,59 euros, e a EDP caiu 0,48% para os 4,38 euros.

A GALP liderou nos ganhos e fechou a valorizar 1,40%, com as suas ações a valerem 10,50 euros, seguida da The Navigator, que ganhou 0,62% para os 3,56 euros, enquanto a REN valorizou 0,41% para os 2,440 euros.

As ações da Semapa mantiveram-se inalteradas nos 12,20 euros.

As principais bolsas europeias também fecharam em terreno negativo, com o DAX (Alemanha) a desvalorizar 1,57%, o CAC 40 (França) a perder 1,17%, o IBEX 35 (Espanha) a cair 0,96% e o FTSE 100 (Reino Unido) a recuar 0,08%.

O preço do barril de petróleo está a valorizar, com o brent a ganhar 3,75% para os 97,96 dólares e o crude a crescer 4,44% para os 92,38 dólares.

No mercado cambial, o euro está a ter uma desvalorização de 0,11% face ao dólar, para os 0,9777 euros.

Recomendadas

Wall Street fecha instável em face da provável recessão

A indefinição está a marcar a economia interna dos Estados Unidos. sabe-se que haverá uma recessão, mas os seus contornos em termos de profundidade e duração não são claros. E o mercado mobiliário parece não gostar disso.

Há quem queira fugir à regulação do mercado criptoativo, alerta responsável europeia

A regulação deverá chegar no espaço de um ano, diz a comissária europeia para os serviços financeiros. Mas há ‘players’ do mercado que escolhem deliberadamente jogar contra as regras, avisa. A abordagem deve ser “global”.

Lagarde e o ‘whatever it takes’ para controlar a inflação. Ouça o podcast “Mercados em Ação”

No “Mercados em Ação”, podcast do JE, vai poder contar com a análise de especialistas em temas como ações e obrigações; investimento e poupança; BCE e FED; resultados e empresas; análises e gráficos.
Comentários