PSI20 encerra a perder 2,78% em linha com a Europa

O principal índice da bolsa portuguesa (PSI20) encerrou a sessão de hoje a perder 2,78% para 4.691,33 pontos, em linha com as principais bolsas europeias, e com a Mota-Engil a liderar as perdas. Das 18 cotadas que atualmente integram o PSI20, só o Banif terminou a sessão no verde, a subir 1,56% para 0,006 euros, […]

O principal índice da bolsa portuguesa (PSI20) encerrou a sessão de hoje a perder 2,78% para 4.691,33 pontos, em linha com as principais bolsas europeias, e com a Mota-Engil a liderar as perdas.

Das 18 cotadas que atualmente integram o PSI20, só o Banif terminou a sessão no verde, a subir 1,56% para 0,006 euros, tendo todos os outros títulos recuado.

A cotada que mais desvalorizou foi a Mota-Engil, que caiu 6,19% para 2,57 euros.

No setor financeiro, o BPI recuou 4,50% para 1,25 euros, ao passo que o BCP deslizou 2,72% para 0,07 euros.

Na energia, a EDP perdeu 3,52% para 3,09 euros, a Galp cedeu 3,45% para 8,03 euros e a REN depreciou 2,97% para 2,38 euros. A EDP Renováveis caiu 2,55% para 5,16 euros.

O setor das telecomunicações também teve um desempenho negativo: a Portugal Telecom recuou 2,63% para 1,07 euros e a NOS desvalorizou 1,12% para 4,92 euros.

Os CTT recuaram 0,62% para 7,73 euros.

Os títulos da Sonae cederam 3,26% para 0,97 euros, enquanto os da Impresa caíram 2,84% para 0,85 euros e a retalhista Jerónimo Martins depreciou 2,76% para 7,55 euros.

A Teixeira Duarte perdeu 2,74% para 0,71 euros, a Portucel recuou 1,79% para 2,85 euros e a Altri desvalorizou 1,22% para 2,26 euros. A Semapa caiu 0,72% para 9,64 euros.

A situação da Grécia e a queda do preço do petróleo penalizaram o desempenho da bolsa nacional, bem como das congéneres europeias, cujas perdas oscilaram entre os 1,87% de Londres e os 2,72% de Frankfurt.

O ministro das Finanças grego, Gikas Jardúvelis, afirmou hoje que a ‘troika’ de credores regressará a Atenas em princípios de janeiro para terminar a quinta avaliação do programa de resgate, que estará concluída antes do Eurogrupo de 26 de janeiro.

A atual revisão do programa grego foi interrompida em outubro devido ao desacordo entre os representantes da ‘troika’ e o executivo grego sobre um ‘buraco’ financeiro em 2015, que Atenas nega e que os credores estimam entre 2.600 e 3.600 milhões de euros.

Também hoje foi conhecido que o preço do barril de petróleo da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) registou a sétima queda consecutiva, para 58,65 dólares, situando-se abaixo dos 60 dólares pela primeira vez em mais de cinco anos

Assim, só nos últimos 18 dias, a cotação do barril da OPEP caiu 17%.

OJE/Lusa

Recomendadas

Bolsa de Lisboa fecha sessão a perder 1,49% com apenas o título da Galp no verde

A puxar o PSI para baixo estiveram os títulos da peso-pesado do retalho Jerónimo Martins, dona da cadeia de supermercados Pingo Doce, que deslizaram 3,52%.

Bancos envolvidos na aquisição do Twitter por Elon Musk poderão perder milhões

Dos 44 mil milhões que Musk terá de pagar pela compra da rede social, 12,5 mil milhões serão garantidos por empréstimos bancários. Exemplos recentes e cenário económico sombrio pesam nas projeções da banca envolvida.

OPEP+ decide baixar a sua oferta de petróleo em dois milhões de barris diários

A redução da produção de petróleo anunciada esta quarta-feira corresponde ao maior corte na oferta desde maio de 2020. Decisão deverá irritar administração Biden e levar a resposta dos EUA, diz nota de mercado do Citi.