PSP deixa oito conselhos para quem vai aos Santos Populares em Lisboa

A polícia avisa que vai haver uma “intensificação da fiscalização rodoviária em vários locais de cidade, apelando desde já a uma condução consciente sem álcool e em toda a zona da cidade”.

A Polícia de Segurança Pública (PSP) deixou hoje vários conselhos aos cidadãos que vão desfrutar das Festas Populares de Lisboa durante o mês de junho.

A PSP garante que vai estar presente nas ruas da capital: “o policiamento será reforçado por polícias de várias valências, designadamente de visibilidade, de intervenção, de trânsito, de fiscalização, de investigação e de ordem pública, onde se inclui a Unidade Especial de Polícia. Foi reforçada a articulação e coordenação com a Polícia Municipal de Lisboa, para as várias medidas a implementar.”.

A polícia também alerta que “na perspetiva de segurança rodoviária, haverá uma intensificação da fiscalização rodoviária em vários locais de cidade, apelando desde já a uma condução consciente sem álcool e em toda a zona da cidade”.

“Os milhares de visitantes que enchem as ruas provocando um elevado aglomerado de pessoas, propicia à prática de alguns crimes que podem ser evitados quando tomadas algumas medidas por parte dos cidadãos”:

1 – A utilização de transportes públicos na deslocação para os locais onde existam festividades;

2 – Não estacione em locais proibidos, tendo especial atenção aos locais que possam dificultar a passagem de meios de socorro;

3 – Se decidir deslocar-se com a sua viatura particular, verifique bem se a deixou trancada e não deixe nada exposto no seu interior;

4 -Não traga consigo objetos valiosos, de grande interesse para si ou quantias elevadas de dinheiro;

5 – Se levar uma mala, transporte-a sempre fechada e junto à parte frontal do corpo e com os objetos mais importantes (dinheiro, documentos, telemóvel, etc) distribuído por locais diferentes e de difícil acesso;

6 – Acate com total disponibilidade as ordens dos Polícias e seja por isso um órgão facilitador da ação policial e não comprometa a segurança;

7 – Memorize no seu telemóvel o seguinte número: Comando Metropolitano de Lisboa da PSP – 21 764 42 42 – [21-POLICIA] ou em caso de urgência ligue 112.

8 – Sobre o desfile das Marchas Populares pela Avenida da Liberdade, no dia 12 de Junho, “esta artéria  encontrar-se-á encerrada ao trânsito a partir das 18H00, e o acesso ao centro da cidade e locais de arraial, será condicionado no inicio da noite de 12 de junho, visando permitir a circulação de pessoas nos diversos locais de festividades e diversão.”

Para terminar, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP “apela a um comportamento cívico das pessoas que participam nas festas da cidade, conta com a sua colaboração para comunicar à Polícia situações que possam perturbar a segurança e ordem pública, sugerindo ainda que sejam seguidas todas as recomendações por parte da Direção Geral de Saúde (DGS)”.

Recomendadas

Arranca hoje a 39ª edição do Festival de Almada sob o signo do encontro e do espanto

De 4 a 18 de julho o teatro fala mais alto e todas as questões sobem ao palco. Para sorrirmos, pensarmos, refletirmos, questionarmos. Encontro marcado em Almada e Lisboa.

Helena Coelho arrasa Miguel Milhão da Prozis: “Não compro uma única coisa mais…”

O fundador da Prozis, Miguel Milhão, está no centro da polémica, após concordar com a decisão do Supremo Tribunal dos Estados Unidos em revogar a lei do aborto, que vigorava há mais de 50 anos. Perante a sua posição, várias figuras públicas deixaram de colaborar com a marca de nutrição desportiva, como é o caso de Jessica Athayde, Marta Melro ou Diana Monteiro. A apresentadora Helena Coelho é uma das mais críticas: “é a prepotência e arrogância de quem “não precisa de Portugal”.

Confronto entre Leonor Poeiras e a TVI adiado por Cristina Ferreira ter faltado ao julgamento

A apresentadora pede mais de 1 milhão de euros como indemnização. Cristina faltou ao julgamento por ter de se deslocar ao Porto em trabalho, para marcar presença num evento promovido por Mário Ferreira.
Comentários