The Big Ones: Microsoft planeia investir 10 mil milhões de dólares na OpenAI

The Big Ones destaca semanalmente as inovações e movimentos estratégicos das empresas que lideram a nova economia.

 

Neste artigo:

  • Microsoft planeia investir 10mM$ na OpenAI
  • Disney lança assistente de voz
  • BMW integra blockchain nas operações diárias

 

Microsoft planeia investir 10mM$ na OpenAI

A Microsoft planeia investir 10 mil milhões de dólares na OpenAI, num investimento que avalia esta empresa de inteligência artificial em 29 mil milhões de dólares. 

Fundada por Sam Altman, em 2015, a OpenAI desenvolveu softwares que demonstram o potencial da inteligência artificial. Por exemplo, o ChatGPT, um chatbot que responde, com uma capacidade impressionante, a qualquer pedido do utilizador. 

O ChatGPT pode ajudar a Microsoft a reforçar o posicionamento nas pesquisas online, tornando o motor de pesquisa Microsoft Bing mais relevante no mercado.

 

Disney lança assistente de voz 

A Disney lançou, em parceria com a Amazon, um novo assistente virtual, que responde a perguntas com vozes de personagens da Disney, da Pixar e do Star Wars. 

Integrado nos dispositivos conectados Amazon Echo, o assistente permite definir alarmes ou saber como está o tempo. Há também uma vertente de entretenimento, com histórias, jogos e piadas. 

Além das casas, o assistente de voz vai estar disponível em quartos de hotéis dos resorts da Disney para pedir informações sobre os parques ou fazer pedidos de serviço de quarto.

 

BMW integra blockchain nas operações diárias

A BMW fez uma parceria com a Coinweb para introduzir a tecnologia blockchain nas operações diárias. 

A parceria prevê o desenvolvimento de uma plataforma de smart contracts para a automatização de processos ligados ao financiamento de veículos.

 

Artigo original publicado em SuperToast by INSTINCT.
Também disponível em Newsletter e Podcast.

Recomendadas

BBVA alcança lucros mais elevados de sempre em 2022

O banco espanhol reportou lucros de 6.420 milhões de euros em 2022, os mais elevados de sempre, o que vai permitir distribuir o maior dividendo em dinheiro dos últimos 14 anos.

Spotify apresenta prejuizos em 2022 que são 13 vezes os de 2021

A plataforma de música e podcasts faturou 11,7 mil milhões de euros em 2022, mais 21,3% que em 2021.

Reditus volta a adiar a apresentação dos resultados de 2021

A empresa estima que “a publicação dos seus documentos de prestação de contas individuais e consolidadas de 2021 seja concretizada até ao dia 24 de fevereiro de 2023”.
Comentários