Putin acusa Turquia de financiar Estado Islâmico

Vladimir Putin advertiu que o “trágico incidente” terá “sérias consequências” para as relações entre os dois países.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, acusou o Governo turco de oferecer ajuda financeira e militar ao auto proclamado Estado Islâmico, em resposta ao derrube de um avião russo de combate na fronteira entre a Síria e a Turquia.

Ankara reconheceu ter abatido o bombardeiro russo Su-24 por ter violado o espaço aéreo turco, o que aumenta a tensão entre as potências internacionais, cujos objetivos na guerra síria estão longe de ser comuns.

Putin advertiu que o “trágico incidente” terá “sérias consequências” para as relações entre os dois países e assegurou que a Turquia ajudava a financiar o auto proclamado Estado Islâmico através da compra de petróleo.

OJE

Recomendadas

Supremos Tribunais de Justiça lusófonos juntos em São Tomé e Príncipe para debater independência

“O Fórum dos presidentes dos Supremos Tribunais de Justiça dos países e territórios da língua portuguesa é uma efetivação da existência da Comunidade de Países de Língua Portuguesa, a CPLP, pois, a CPLP é muito mais que uma comunidade política, ela deve ter a expressão em todas as áreas de intervenção pública e privada”, declarou o Presidente são-tomense Carlos Vila Nova na abertura do evento.

Angola estuda impacto social de fim dos subsídios ao preço dos combustíveis

Segundo Vera Daves, Angola está a analisar com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial (BM) as “possíveis” medidas de mitigação do impacto social, porque as “preocupações mantêm-se” relativamente ao potencial impacto social da remoção dos subsídios aos combustíveis, que têm um preço muito baixo e não reflete a oscilação do mercado internacional.

Ucrânia: Portugal atribuiu mais de 55.000 proteções temporárias a pessoas que fugiram da guerra

Segundo a última atualização feita pelo SEF, desde o início da guerra, a 24 de fevereiro, Portugal concedeu 55.560 proteções temporárias a cidadãos ucranianos e a estrangeiros que residiam na Ucrânia, 32.569 dos quais a mulheres e 22.991 a homens.