Putin espera diálogo com o novo presidente dos EUA

Líder russo manifestou vontade de retirar as relações com os Estados Unidos do “atual estado crítico”.

Maxim Shemetov/Reuters

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, enviou uma mensagem de parabéns a Donald Trump pela sua eleição como sucessor de Barack Obama na liderança dos Estados Unidos, desejando-lhe “sucesso num cargo tão importante”.

Num comunicado divulgado pelo Kremlin escreve-se que Putin aproveitou a ocasião para manifestar a esperança de “uma cooperação mútua no sentido de retirar as relações entre Estados Unidos e Rússia do atual estado crítico”, mas também para que sejam “resolvidas questões vitais de âmbito internacional” ao mesmo tempo que se procuram “respostas efetivas para os desafios da segurança global”.

Na mensagem, o máximo dirigente russo acrescentou: “Um diálogo construtivo entre Moscovo e Washington, baseado nos princípios de equidade, respeito mútuo e consideração real pelas posições de cada lado favorece os interesses dos nossos países e da comunidade internacional.”

 

Recomendadas

Democratas dizem que ‘impeachment’ de Trump serve para garantir que “nenhum futuro presidente” volte a apelar à violência

Recorrendo a relatos policiais, de funcionários do Capitólio e a notícias de imprensa estrangeira, os democratas alegaam que Donald Trump foi o responsável pela invasão do Capitólio, tendo provocado danos políticos e sociais de longo prazo.

Trump deseja “sucesso” e “sorte” à administração de Biden no discurso de despedida da Casa Branca

Na hora da despedida, Donald Trump limitou-se a desejar que a nova administração seja bem-sucedida, embora não tenha mencionado uma única vez o nome do sucessor, Joe Biden. O 46.º presidente dos EUA toma posse esta quarta-feira.

EUA. Um muro, o país dividido e potencial terrorismo na capital

Grades metálicas, contraplacados de madeira, uniformes, veículos militares e armas nas mãos da Guarda Nacional multiplicam-se em Washington, que se protege contra potenciais ações terroristas na posse de Joe Biden como presidente dos EUA, na próxima quarta-feira.
Comentários