Putin propõe aos Estados Unidos prolongamento do acordo nuclear START

O presidente russo diz que já se mostrou disponível para prolongar o tratado START, que limita o número de ogivas nucleares entre os dois países, mas que ainda não obteve resposta.

O Presidente russo, Vladimir Putin, referiu esta quinta-feira estar preparado para chegar a um compromisso com os Estados Unidos sobre o prolongamento de um acordo decisivo sobre os limites do arsenal nuclear dos dois países.

Ao discursar perante responsáveis militares, Putin disse que a Rússia tem sugerido repetidamente aos Estados Unidos o prolongamento do novo tratado START, que expira em 2021, mas ainda não obteve resposta. “A Rússia está preparada para prolongar imediatamente o novo tratado START, antes do final deste ano, e sem quaisquer pré-condições”.

O pacto, assinado em 2010 pelo Presidente dos EUA Barack Obama e o então Presidente russo Dmitry Medvedev, impõe a cada país a instalação de um limite de 1.550 ogivas nucleares e 700 mísseis e bombardeiros. Putin e outros responsáveis oficiais russos têm repetido as preocupações sobre a relutância de Washington em discutir uma extensão deste tratado.

Recomendadas

Josep Borrell pressiona Israel sobre os palestinianos

O primeiro-ministro israelita Yair Lapid e o chefe de política externa da União desentenderam da reunião do Conselho da União Europeia-Israel, em Bruxelas. Pontos de vista diferentes sobre a Palestina e sobre o Irão ficaram bem evidentes.

Bulgária: eleições longe de resolverem crise política

Acusado de corrupção, o GERB voltou a ganhar as eleições e arrisca manter o país ingovernável. A única forma de ultrapassar o impasse seria um governo de coligação entre os dois maiores partidos, mas isso não parece estar no horizonte.

Indonésia. Polícia sob pressão pelo uso indiscriminado de gás lacrimogéneo

Os desacatos num estádio de futebol resultaram em 125 mortos, 17 dos quais crianças, de acordo com as autoridades. A atuação da polícia gerou o caos e vai contra as indicações da FIFA.
Comentários