Qatar vai sair da OPEP em janeiro

O Qatar vai deixar de ser membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo em janeiro, anunciou esta segunda-feira o ministro de Energia do país.

O Qatar vai deixar de ser membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) em janeiro, anunciou esta segunda-feira o ministro de Energia do país.

“O Qatar decidiu retirar-se de membro da OPEP em janeiro de 2019”, disse Saad Al-Kaabi durante uma conferência de imprensa em Doha, acrescentando já ter informado a organização sobre esta decisão.

O Qatar continuará a produzir petróleo, mas vai concentrar-se na produção de gás, explicou Saad Al-Kaabi. O Qatar é o maior exportador mundial de gás natural em estado líquido. “Não temos muito potencial [em petróleo], somos muito realistas, o nosso potencial é o gás”, disse.

O ministro, antigo CEO da Qatar Petroleum, a empresa estatal que opera todas as atividades de petróleo e gás no país, assegurou que a decisão de deixar a OPEP “não tem nada que ver com o bloqueio económico” que a Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos (EAU), Bahrein e Egito impuseram a Doha desde junho de 2017.

O Qatar é membro da OPEP desde 1961.

Relacionadas

João Lourenço admite acelerar privatizações face à queda do barril de crude

O Presidente angolano admite acelerar privatizações face à queda do barril de crude.

Oferta de petróleo desajustada à procura leva à diminuição do preço do “ouro negro”

OPEC pressiona Arábia Saudita para ajustar a oferta da matéria prima à procura de forma a aumentar o preço do petróleo. No entanto, o presidente dos Estados Unidos já disse publicamente que não quer um aumento dos preços.

Preços do petróleo avançam com possibilidade da OPEP cortar a produção

Com a produção de petróleo nos Estados Unidos em máximos, os analistas prevêem que na reunião da OPEP em Viena no início de dezembro, os membros do grupo decidam cortar o output em mais de um milhão de barris por dia.
Recomendadas

Portugal e Espanha terão de continuar a ter “exceção ibérica” no preço do gás

O primeiro-ministro disse que tem de continuar a haver uma “exceção ibérica” para os preços do gás mesmo que seja criado um novo mecanismo europeu, porque Portugal e Espanha continuam a ser “uma ilha” energética.

Costa contraria ideia de empobrecimento e afirma que Portugal está a crescer mais do que Alemanha, França e Espanha

Dados de Costa surgem dias depois das previsões de Outono da Comissão Europeia, cujas mais recentes previsões indicam que em 2024 a Roménia ultrapassará Portugal no ranking de desenvolvimento económico da UE.

PremiumOCDE deixa quatro recados a Portugal, do PRR ao orçamento

A OCDE está menos otimista do que estava no verão quanto à evolução da economia portuguesa no próximo ano, tendo revisto em baixa a previsão de crescimento do PIB. Aproveitou também para alertar para a importância do PRR e da consolidação orçamental.
Comentários