Quando comprar uma equipa da NBA é mais rentável do que investir em Wall Street

Diversos fatores que fazem pouco mais do que adicionar incerteza no futuro. E como demonstraram os britânicos há uns meses, fiar-se nas pesquisas não é de todo seguro.

No último ano, dez equipas ofereceram aos seus novos proprietários uma rentabilidade anual acima dos 20%.

A candidatura da Donald Trump à presidência dos EUA, as consequências do Brexit, a transformação da economia chinesa e a sua possível desaceleração. O mundo tem sido afetado por diversos fatores que fazem pouco mais do que adicionar incerteza no futuro. E como demonstraram os britânicos há uns meses, fiar-se nas pesquisas não é de todo seguro.

Dado o efeito desses desenvolvimentos sobre os títulos cotados nos principais mercados mundiais, é razoável que se procure um lugar alternativo para investir, e alguns milionários parecem tê-lo encontrado: NBA.

Nada menos que dez equipas da maior liga de basquetebol do mundo deram aos seus proprietários uma rentabilidade anual superior a 20%, enquanto durante este período, o S & P500 foi de 8,1%, de acordo com Forbes.

Para obter uma recompensa tão elevada, não foi necessário triunfar no plano desportivo.

Na verdade, das franquias que compõem esta lista, somente o proprietário do Cleveland Cavaliers viu a sua formação ser proclamada campeã no final do ano. Os outros proprietários conseguiram ganhar um rendimento extra através de outros meios.

1. Mikhail Prokhorov – Brooklyn Nets: O primeiro acionista maioritário de uma equipa da NBA, que não é norteamericano, foi quem levou mais proveito do seu investimento. Depois de tomar o controlo da equipa em maio de 2010, estabeleceu-se em Nova Jersey, Prokhorov e manteve a sua promessa de os levar para Brooklyn, onde eles têm um estádio de classe, o Barclays Arena. Esta é a principal razão pela qual o investimento tem dado um retorno anualizado de 40,4%, o que fez com que a equipa estja avalida em 1.700 milhões de dólares.

2. Família Dolan – New York Knicks: James L. Dolan é o membro da família que dirige a equipa mais antiga da NBA. Os também propritários dos New York Rangers (óquei) obtiveram uma rentabilidade anual de 35,6%, o que situa o valor da quipa nos 3 milhões, o maior da liga.

3. Jerry Reinsdorf – Chicago Bulls: este advogado, que obteve a sua riqueza através do mercado imobiliário, conseguiu um retorno anual de 35,1% na equipa que já foi de Michael Jordan. Segundo a Forbes, esta é a causa para os Bulls liderarem as vendas de merchandising da liga no ano passado.

4. Família Buss – Los Angeles Lakers: Apesar de manter o modelo estrela no crepúsculo de sua carreira com Kobe Bryant, o alto custo levou-os a ser classificados apenas duas vezes para os playoffs nos últimos cinco jogos, a atratividade de um mercado como Los Angeles é imparável.

5. Leslie Alexander – Houston Rockets: Este homem de negócios, que a Forbes chamada “um verdadeiro self-made bilionário” alcançou uma rentabilidade anualizada sobre o investimento de 27,6%, dando à equipa de James Harden um valor de 1.500 milhões.

Recomendadas

Patrões vão ter majoração em 50% dos custos com aumentos salariais no IRC

No âmbito do acordo de rendimentos, o Governo decidiu propor aos parceiros sociais uma majoração em 50% dos custos com a valorização salarial em IRC. Patrões têm reclamado, note-se, medidas mais transversais.

Governo propõe reforço do IRS Jovem. Isenção sobe para 50% no primeiro ano

Jovens vão passar a ter um desconto fiscal maior, no início da sua carreira. IRS Jovem passará a prever uma isenção de 50%, em vez de 30%, no primeiro ano.

Governo quer atualizar os escalões do IRS em 5,1% em 2023

O Governo decidiu rever em alta o referencial dos aumentos salariais, puxando-o para o valor do aumento da massa salarial da Função Pública: 5,1%. Será esse o número que será usado para atualizar os escalões do IRS.
Comentários