Quanto custa ter um animal de estimação?

Entre os diversos animais de estimação, o cavalo é o que mais gastos tem no primeiro ano. Por sua vez, peixes e coelhos são opções mais baratas.

Ter um animal de estimação significa ter gastos extra, mas nada que seja alarmante para os amantes de animais. Entre veterinários, alimentação, equipamentos e outros fatores, de acordo com um estudo, citado pelo “Independent”, no primeiro ano, os cães têm perto do dobro dos gastos monetários, face aos gatos, rondando uma média de 4.791 libras (5.651,23 euros).

Por sua vez, os gatos têm um gasto em torno das 2.455 libras (2.895,80 euros), no primeiro ano. Ainda assim, o animal de quatro patas com o gasto mais elevado é o cavalo. Em média, no primeiro ano, um cavalo custa 12.654 libras (14.926 euros), segundo a pesquisa da Nationwide Home Insurance.

Rob Angus, chefe de seguros gerais da Nationwide, afirmou que “possuir um animal pode ser extremamente gratificante, mas uma experiência muito cara”. “Dado que um animal de estimação é para a vida, é importante planear com antecedência o orçamento para os custos potenciais envolvidos, caso contrário, a propriedade animal pode transformar-se numa dor de cabeça financeira”, acrescentou.

Já os peixes e os coelhos são alternativas mais baratas, custando 769 libras (907 euros) e 1.802 libras (2.125,55 euros) respetivamente. Pouco mais de metade da população poupou antes de adquirir um animal de estimação, de forma a cobrir o custo inicial do animal, bem como os seus itens associados. No entanto, 38% utiliza as suas economias para cobrir os gastos ongoing dos seus animais de estimação, e 9% usa o cartão de crédito.

Por curiosidade, a pesquisa apontou ainda que 12% das pessoas afirmam amar mais o seu animal do que o seu companheiro.

Recomendadas

OE2022. Pagamentos em atraso sobem para 778,1 milhões até agosto

Os pagamentos em atraso das entidades públicas atingiram os 778,1 milhões de euros em agosto, um aumento em 157,6 milhões de euros face ao mesmo período do ano anterior, avançou esta segunda-feira a Direção-Geral do Orçamento (DGO).

OE2022. Receita fiscal do Estado aumenta 22,8% até agosto para 33,5 mil milhões

A receita fiscal do Estado aumentou 22,8% até agosto face ao mesmo período do ano passado, totalizando 33.511,5 milhões de euros, segundo a Síntese da Execução Orçamental divulgada esta segunda-feira.

OE2022. Resposta à Covid-19 custou ao Estado 2.835,2 milhões até agosto

A resposta à covid-19 custou 2.835,2 milhões de euros até agosto, devido à perda de receita em 464,5 milhões de euros e ao aumento da despesa em 2.370,7 milhões, avançou esta segunda-feira a Direção-Geral do Orçamento (DGO).
Comentários