Quase 6.700 pessoas morreram nas estradas nos últimos dez anos

Número de mortes devido à sinistralidade rodoviária é equivalente à população total do concelho algarvio de Castro Marim.

Segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), entre 2006 e 2015 registaram-se 6.693 mortes nas estradas portuguesas. O número tem vindo a descer anualmente e em dez anos caiu para metade.

Os dados revelados pela ANSR, a propósito do Dia Mundial em Memória das Vítimas das Estradas, que se assinala este domingo, mostram que uma descida significativa no número de vítimas mortais, que passaram de 850, em 2006, para 473, o ano passado. A maior descida foi registada em 2012, quando o número de mortos diminuiu 16,8% face a igual período do ano anterior.

Também os feridos graves têm vindo a diminuir. Nos últimos dez anos foram contabilizados 25.418 feridos em estado considerado grave.

Já o número de acidentes tem vindo a diminuir de forma mais lenta. Nos últimos três anos, houve inclusive uma reversão da tendência, com um aumento de acidentes registados. Por ano os valores excedem os 30 mil acidentes, totalizando mais de 330 mil em 10 anos.

Este ano, a ANSR prevê que a tendência de descida do número de mortos e o aumento do número de acidentes se mantenha. A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária declara que até ao início de novembro foram registados 374 mortes (menos 17 face ao período homólogo) e os acidentes de viação aumentaram 4%, totalizando mais de 105 mil.

Recomendadas

BPI distribui presentes de Natal a crianças no país

A edição de 2022 deverá mobilizar milhares de pessoas – entre trabalhadores sociais, voluntários, colaboradores e clientes do banco – para realizar os desejos de crianças apoiadas por instituições sociais que lutam contra a pobreza infantil em todo o país.

Exigir participação de mulheres em conferências é o novo grito pela igualdade

O BNP Paribas Portugal assumiu o compromisso de garantir 40% de mulheres no Comité Executivo do Banco e no G100 até 2025 e de não participar em conferências em cujos painéis não estejam mulheres. Acordo com movimento francês Jamais Sans Elles foi oficializado no dia 10 de novembro.

João Gonzalez é um dos cinco nomeados para os Prémios do Cinema Europeu 2022

Com 34 prémios e mais de 90 seleções oficiais de festivais de todo o mundo, o filme de João Gonzalez, “Ice Merchants”, é agora um dos cinco nomeados para os Prémios do Cinema Europeu, na categoria de Melhor Curta-Metragem. A 10 de dezembro serão conhecidos os vencedores.
Comentários