Quase sete em dez consumidores vão aproveitar os descontos da Black Friday este ano

Cerca de metade dos consumidores planeia gastar entre 100€ e 300€ na Black Friday e 76% vão aproveitar para comprar presentes de Natal.

Quase sete em dez consumidores (69%) vão aproveitar os descontos da Black Friday este ano e 55% afirma que o fez no ano passado, segundo um estudo online da Escolha do Consumidor.

A maioria (72%)  revela que costuma esperar pelas promoções da Black Friday para comprar determinados produtos, sendo que 70% compra artigos que já selecionou previamente e apenas 30% compra espontaneamente.

“Para este ano, 25% dos inquiridos pretende comprar artigos de roupa/moda, 19% revela que têm mais interesse em tecnologia e 12% aproveita para comprar eletrodomésticos para a sua casa. Já 11% está mais preocupado com a beleza e bem-estar e prevê comprar cosméticos. Os restantes 22% indicam que livros, viagens ou experiências e artigos de desporto estão na sua lista de compras para o dia de grandes promoções”, lê-se no comunicado enviado às redações.

A época natalícia já está na mente dos portugueses, pois 76% indica que vai aproveitar os descontos deste dia para comprar presentes de Natal e 12% dos inquiridos está a pensar comprar brinquedos.

Quanto aos custos previstos, quase metade (47%) diz que pretende gastar entre 100 a 300 euros, 39% até 100 euros, 9% indica que prevê gastar entre 300 a 500 euros e apenas 5% prevê um gasto acima dos 500 euros. A maioria (59%) faz a maioria das suas compras online, mas 41% continuam a preferir ir às lojas e fazer as suas compras presencialmente (90% em centros comerciais, 7% no comércio local e 3% noutro tipo de lojas).

Relativamente aos produtos que já compraram ou pretendem comprar neste dia, a tecnologia aparece em força: 14% refere tablets e e-readers, 14% smartphones, outros 14% pequenos domésticos, 12% computadores e, igualmente, 12% acessórios de som/imagem, além de 5% que indica outros produtos desta natureza. Uma pequena percentagem (16%) afirma que não comprou nem tenciona comprar produtos tecnológicos na Black Friday.

“Atualmente, praticamente todas as marcas aderem à Black Friday, o que alargou o espectro de categorias de produto procuradas pelos consumidores neste dia de promoções. Ainda assim, tradicionalmente este período é aproveitado para comprar produtos que normalmente têm um preço mais elevado ao longo do ano e é por isso sempre existiu uma forte aposta das lojas e marcas de tecnologia na Black Friday”, comenta José Borralho, CEO da Escolha do Consumidor.

Recomendadas

Comunidades pedem a António Costa que resolva “discriminação” de pensionistas

O Conselho Regional das Comunidades Portuguesas na Europa (CRCPE) endereçou hoje uma carta ao primeiro-ministro de Portugal a solicitar a atualização das pensões e reformas para evitar perdas do valor futuro das pensões e reformas dos portugueses no estrangeiro.

JMJLisboa2023. Portugal terá retorno económico de cerca de 350 milhões de euros

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que se realiza no próximo mês de agosto em Lisboa, vai ter um retorno económico para Portugal de cerca de 350 milhões de euros, revelou hoje o coordenador do evento nomeado pelo Governo.

Câmara de Grândola aprova nova descida do IMI e alargamento do IMI familiar

A Câmara Municipal de Grândola aprovou, na passada quinta-feira, as propostas de redução do IMI de 0,34% para 0,33%, e de alargamento do IMI familiar para famílias com um dependente. Reduções que são para vigorarem em 2023.
Comentários