Que políticas públicas de emprego devem ser implementadas em Portugal? Veja a webconference

A conferência está integrada num dedicado à evolução da formação, do emprego e do mercado de trabalho em Portugal e as expectativas de desenvolvimento. No centro deste debate estarão as políticas que devem ser definidas para o cumprimento dos objetivos acordados pela União Europeia, que também são de Portugal, de criar mais e melhor emprego, apesar do menor crescimento económico conseguido nos últimos anos.

O Jornal Económico (JE) transmite uma webconference sobre “politicas públicas de emprego”, promovida em conjunto com a empresa de recrutamento Multipessoal, que contará com a participação de Pedro Marques, eurodeputado do PS, ex-ministro do Planeamento e das Infraestruturas e ex-secretário de Estado da Segurança Social; Joana Silva, professora associada e diretora do PROSPER – Center of Economics for Prosperity da Católica Lisbon; João Proença, presidente do Conselho Geral e de Supervisão da ADSE e ex-secretário-geral da UGT; Marisa Matias, eurodeputada do Bloco de Esquerda; e André Ribeiro Pires, chief operating officer da Multipessoal.

A conferência está integrada num dedicado à evolução da formação, do emprego e do mercado de trabalho em Portugal e as expectativas de desenvolvimento.

No centro deste debate estarão as políticas que devem ser definidas para o cumprimento dos objetivos acordados pela União Europeia, que também são de Portugal, de criar mais e melhor emprego, apesar do menor crescimento económico conseguido nos últimos anos.

Recomendadas

Galp dispara mais de 2,5% depois de Andy Brown anunciar saída

O gestor britânico vai sair menos de dois anos depois de ter chegado à empresa para substituir Carlos Gomes da Silva que saiu antes do final do mandato.

Califórnia recebe eventos para americanos interessados em viver em Portugal

“O alvo é quem está interessado em mudar-se para Portugal para viver”, disse à Lusa Bruce Hawker, CEO da Open Media. “Desde uma pessoa que está prestes a reformar-se ao nómada digital que quer ir trabalhar remotamente, a alguém que esteja interessado em criar uma startup em Portugal ou famílias com crianças”, indicou o responsável. 

Andy Brown deixa presidência executiva da Galp no final do ano

Andy Brown destacou, citado na nota, que aceitou “com grande honra o convite para completar o mandato 2019-2022 com o objetivo de preparar a companhia para um futuro de sucesso em tempos de grandes desafios para o sector”.
Comentários