PremiumQueremos mesmo um mundo inclusivo?

Jovem empreendedora e verdadeira força da natureza, Shani Dhanda ajuda empresas e organizações a quebrar barreiras e a integrar a inclusão no seu modelo de negócio. A fundadora da “Diversability”, “Asian Woman Festival” e “Asian Disability Network”, três plataformas disruptivas unidas por um objetivo comum, capacitar comunidades sub-representadas, partilha com o JE um lema de vida. Uma ideia que pode resultar é para pôr em prática. “No pior dos casos, falho, mas aprendo. No melhor dos casos, corre bem e vai para a frente”, diz.

“Aos 16 anos, candidatei-me a uma centena de empregos e nada. Só quando omiti a minha deficiência do CV é que me chamaram para uma entrevista. Mas não foi uma questão pessoal. Tem a ver com a perceção enviesada que a sociedade, as pessoas têm da deficiência”.

A entrevista a Shani Dhanda não começou por esta frase tremenda; por este desabafo vindo das entranhas desta mulher de palmo e meio que transborda força e determinação. Nasceu com uma doença degenerativa, designada como Osteogénese Imperfeita (OI), e descobriu, como costuma dizer, que o mundo não foi pensado para pessoas como ela. Ou para muitas outras pessoas… com algum tipo de deficiência.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumPara saudar o regresso de um majestoso Jaen

Serve este texto para saudar a aposta de um produtor do Dão, a Caminhos Cruzados, integrada há cerca de dois anos no grupo da Quinta da Pacheca (no Douro), na comercialização de um monovarietal de uma das castas mais singulares que se produzem em Portugal: a Jaen (Mencia, em Espanha). Há quem diga que em relação à Jaen, ou se ama ou se detesta.

PremiumFada ou bruxa? Uma duquesa que incomoda muita gente

Valentine Low relata que uma das funcionáriasque trabalhava para Meghan foi agredida verbalmente “sem razão aparente” pela duquesa poucos dias antes do casamento

Premium1828, a revolução das carnes

Provavelmente, estas são as melhores carnes do mundo e podem ser degustadas no Steak house 1828, um dos 12 espaços de restauração que constituem a oferta gastronómica diversificada do WOW – World of Wine, em Vila Nova de Gaia.
Comentários