“Queria ser uma solução e não um problema”. Jorge Jesus despede-se com emoção do SL Benfica

O agora ex-técnico do SL Benfica reconheceu que “este projeto chegou ao fim” e que sempre pensou “que seria uma solução e não um problema”. Jorge Jesus considera que “esta solução é a melhor para as duas partes” e manifestou que foi com “muita honra” que voltou a defender os interesses do Benfica.

Lusa

O presidente do SL Benfica, Rui Costa, e o agora ex-treinador, Jorge Jesus, fizeram esta terça-feira uma curta declaração em que confirmaram a rescisão de contrato entre o clube e o técnico.

“Chegámos a acordo para a rescisão do contrato com a mesma lealdade e seriedade com que trabalhámos neste período. Não era este o desfecho que queríamos e trabalhámos para atingir os objetivos, com a mesma frontalidade chegámos à conclusão de que esta conclusão seria a melhor para ambas as partes”, começou por realçar Rui Costa, que depois deu a palavra a Jorge Jesus.

O agora ex-técnico do SL Benfica reconheceu que “este projeto chegou ao fim” e que sempre pensou “que seria uma solução e não um problema”. Jorge Jesus considera que “esta solução é a melhor para as duas partes” e manifestou que foi com “muita honra” que voltou a defender os interesses do Benfica.

A Benfica SAD anunciou esta terça-feira a saída de Jorge Jesus do comando técnico do SL Benfica, num comunicado à CMVM. Na mesma comunicação pode ler-se que Nélson Veríssimo irá assumir o cargo com efeito imediato.

“A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD informa, nos termos e para o efeito do disposto no artigo 248.º-A do Código dos Valores Mobiliários, que chegou a acordo com o treinador Jorge Fernando Pinheiro de Jesus para a rescisão do contrato de trabalho desportivo com efeitos imediatos. Mais se informa que o treinador Nélson Alexandre da Silva Veríssimo assume, até ao final da presente temporada,
as funções de treinador da equipa principal de futebol”, pode ler-se no comunicado publicado na CMVM.

A cisão entre o técnico e o presidente, plantel e massa adepta adensou-se nos últimos dias e tem agora o desfecho esperado. Jorge Jesus sai a seis meses do final do contrato e a dois dias do “clássico” com o FC Porto, sem qualquer título conquistado e após um investimento total de 130 milhões de euros em época e meia.

Relacionadas

Benfica SAD anuncia saída de Jorge Jesus do comando técnico do SL Benfica (com áudio)

A cisão entre o técnico e o presidente, plantel e massa adepta adensou-se nos últimos dias e tem agora o desfecho esperado. Jorge Jesus sai a seis meses do final do contrato e a dois dias do “clássico” com o FC Porto, sem qualquer título conquistado e após um investimento total de 130 milhões de euros em época e meia.
Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira, 27 de setembro

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta terça-feira.

Revista de imprensa nacional: as notícias que estão a marcar esta terça-feira

“Salário mínimo vai perder poder de compra pela primeira vez desde 2013”; “Famílias com prazo-limite para tratar das partilhas de terrenos”; “Seleção procura lugar na final four antes do anúncio dos convocados para o Mundial”

Três adeptos impedidos de entrar em estádios por intolerância no Estoril Praia-FC Porto

Os três indivíduos podem ser punidos com coimas entre os mil e os 10 mil euros e com pena de interdição de acesso a recintos desportivos até dois anos.
Comentários