Raríssimas: há seis denúncias de irregularidades à tutela de Vieira da Silva (que não tiveram resposta)

Duas novas reclamações foram enviadas à Autoridade para as Condições do Trabalho (Ministério da Segurança Social) e ao Instituto do Emprego e Formação Profissional (Ministério da Economia), revela a TVI.

Ao todo já são seis denúncias de irregularidades na Raríssimas (Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras). Duas novas reclamações foram enviadas à Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) e ao Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), revela esta sexta-feira a TVI.

Tanto a ACT com o IEFP são duas instituições da tutela do ministro José António Vieira da Silva: Ministério da Segurança Social e Economia, respetivamente. Segundo apurou o canal de Queluz, as queixas foram enviadas em novembro a estas entidades e advieram de um grupo de associados desta associação.

As reclamações ainda não obtiveram uma resposta por parte do Governo. Aos jornalistas, em declarações à entrada para um Conselho Europeu, o primeiro-ministro disse que “se o Ministério Público abriu um inquérito não fez mais do que a sua obrigação”.

“Quando há suspeita de um crime tem obrigação de abrir um inquérito”, acrescentou. Quando questionado sobre favorecimento político, António Costa respondeu: “Não tenho nenhum indício disso”.

Respostas Rápidas: O que liga Vieira da Silva ao caso Raríssimas

 

Relacionadas

Raríssimas: António Costa sem “nenhum indício” de favorecimento político

O primeiro-ministro escusou-se hoje a comentar, em Bruxelas, suspeitas sobre um eventual favorecimento político na atribuição de subsídios à Raríssimas, uma IPSS (Instituição Particular de Solidariedade Social, alegando não ter “nenhum indício” nesse sentido.

Raríssimas: Vieira da Silva “absolutamente tranquilo” com a sua atuação

O ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social disse hoje estar “absolutamente tranquilo” com o seu comportamento e com a atuação do Ministério no processo da Raríssimas, prometendo dar todas as explicações na segunda-feira no parlamento.

Presidente da Raríssimas tem de “repor o dinheiro que meteu no bolso, nem que seja até ao fim da vida”

Manuela Ferreira Leite considera que a ex-presidente da Raríssimas terá devolver “do seu bolso” todo o dinheiro que usou em proveito próprio.

Raríssimas: Ex-presidente só sai com “indemnização e subsídio de desemprego”

Paula Brito e Costa mantém-se à frente da unidade de cuidados da Casa dos Marcos e recusa-se a sair a menos que seja despedida com “o pagamento da respetiva indemnização e subsídio de desemprego”.

Raríssimas: Ex-presidente mantém acesso às contas e cartão de crédito

Ex-presidente da Raríssimas continua a trabalhar na associação, apresentado-se agora como diretora-geral, de acordo com informação avançada pela SIC Notícias.

Raríssimas: “Há uma falha aqui, que é dos denunciadores à TVI”, defende deputado socialista

João Galamba comentou a polémica em torno da Raríssimas num programa da TSF e questionou o comportamento do tesoureiro que fez a denúncia.
Recomendadas

Eduardo Cabrita é candidato a diretor executivo da Frontex

O ex-ministro da Administração Interna apresentou a sua candidatura individual a este cargo em julho, tendo sido uma das 78 inscrições internacionais à posição máxima neste órgão europeu, avançou a rádio “Renascença” e confirmou o jornal online “Observador”.

Cascais ajuda famílias a combater a inflação com 44 milhões

A autarquia liderada por Carlos Carreiras aprovou por unanimidade um pacote de 70 medidas, entre as quais bolsas para creches, no caso das crianças com 3 a 36 meses, bem como bolsas para estudantes de licenciaturas e mestrados.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.
Comentários