PremiumRating da região pode beneficiar com subida da notação da República

Depois da subida do rating nacional a semana passada, a Madeira pode seguir a mesma linha hoje na avaliação da DBRS. Redução da dívida tem sido chave, mas PS aponta mais desafios.

A agência de notação financeira DBRS tem marcada para hoje a divulgação do rating da Região Autónoma da Madeira e a expectativa, dada a avaliação recente das finanças públicas da República e a trajetória de redução da dívida pré-Covid, é positiva.

Apesar do impacto da pandemia nas contas públicas da região, vários fatores impactam positivamente a sua capacidade de corresponder a compromissos financeiros, embora os desafios para o médio e longo prazo continuem a ser abundantes.

Em março deste ano, a DBRS confirmou a nota que vigorava desde 2019 para a dívida pública da Região Autónoma da Madeira (RAM), classificando-a como BB (alto) – o nível mais alto dentro do ‘lixo especulativo’ – e com uma tendência estável. Reconhecendo o peso que a pandemia teve na economia da região, onde o turismo tem um peso muito importante, a agência canadiana elogiou os esforços de diminuição da dívida pública até à chegada do coronavírus e as reformas que haviam sido levadas a cabo para fortalecer a sua resistência a choques adversos.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 2 de setembro.

Recomendadas

PremiumMemórias pessoais e transmissíveis

Mas os diários da minha tia Gália eram de um tipo muito específico: à medida que os lia, a sua textura peculiar — que se assemelhava sobretudo a uma rede de pesca de malha grande — tornava‑se cada vez mais enigmática e interessante.

PremiumGeorge Clooney e o Speedmaster ’57

Coincidindo com o 65º aniversário da linha Speedmaster, a coleção completa Omega Speedmaster ’57 inclui agora oito novos modelos.

PremiumBiografia de Lula Inácio da Silva

Para lá das emoções que provoca, positivas ou negativas, Lula da Silva está entre as maiores figuras políticas da história do Brasil. Oriundo da classe operária, opositor ativo e convicto de uma ditadura militar que sufocou a sociedade e a economia brasileiras entre 1964 e 1985, a sua história e as suas lutas confundem-se com as de um povo que, por duas vezes, o elegeu presidente da nação.
Comentários