RBS é 1º banco a usar Facebook para comunicar com trabalhadores e público

O RBS (Royal Bank of Scotland) é o primeiro a usar o Facebook at Work nas comunicações entre os seus 100.000 trabalhadores e na venda de produtos ao público. As comunicações internas de todos os trabalhadores, desde o CEO Ross McEwan até colaboradores dos serviços centrais e da rede, passaram a ser feitas através da […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

O RBS (Royal Bank of Scotland) é o primeiro a usar o Facebook at Work nas comunicações entre os seus 100.000 trabalhadores e na venda de produtos ao público.

As comunicações internas de todos os trabalhadores, desde o CEO Ross McEwan até colaboradores dos serviços centrais e da rede, passaram a ser feitas através da rede social, noticia hoje o jornal britânico Financial Times.

O banco britânico controlado pelo Estado considera que o uso desta rede mediante aplicações móveis e outras, agilizará as comunicações, o que resultará num aumento de produtividade da sua equipa.

Segundo o Expansión, Simon McNamara, CAO do banco, explicou que o RBS já utilizava o Facebook ainda antes do nascimento desta ferramenta. “Há um claro potencial de expandir a relação (…) e estamos a explorar oportunidades para desenvolvê-la em outras áreas”, afirmou o responsável.

Efetivamente, o RBS planeia usar o Facebook também na venda de produtos financeiros ao público pelo facto de muitos dos seus clientes preferirem esta rede social a outras, acrescentou McNamara.

O Financial Times lembra que o Facebook está a trabalhar na expansão dos seus serviços para empresas. Apesar de, neste momento, o Facebook at Work ser gratuito, o grupo tenciona passar a cobrá-lo a médio prazo. Para as empresas que recorrem a esta ferramenta, a questão da segurança é uma das mais importantes e o Facebook sublinha que garante a privacidade das comunicações empresariais.

 

Recomendadas

Amazon planeia gastar 95 milhões de euros por ano em publicidade no Twitter

Este valor faz parte da estratégia da retalhista online no regresso à publicidade na rede social agora liderada por Elon Musk, mas está ainda dependente de alguns “ajustes de segurança” na plataforma de anúncios do Twitter.

Comércio online representou 22% de todo o comércio na Black Friday

As compras por MB Way dispararam face a 2019, com uma subida de 1.730%, de acordo com os dados divulgados pelo Forward Payment Solutions (SIBS).

Saídas de capital do Credit Suisse quase estancadas e já se nota regresso de depositantes de elevado património

O banco deverá ter perdido cerca de 10% dos fundos depositados na operação de gestão de ativos, devido a desconfianças dos clientes relativamente à solvabilidade da instituição.