“Realidade devastadora”. Ator Matthew McConaughey condena tiroteio na sua terra natal no Texas

“Mais uma vez, provamos tragicamente que não estamos a ser responsáveis ​​pelos direitos que as nossas liberdades nos concedem”, escreveu McConaughey em comunicado partilhado nas redes sociais.

DAN HIMBRECHTS/EPA

O ator Matthew McConaughey, natural de Uvalde, Texas, onde ocorreu o último tiroteio em massa nos EUA que matou 19 crianças, disse que “a realidade americana devastadora” deve ser abordada, pois considera que a ocorrência destes fenómenos sangrentos é uma “epidemia que podemos controlar”.

“Mais uma vez, provamos tragicamente que não estamos a ser responsáveis ​​pelos direitos que as nossas liberdades nos concedem”, escreveu McConaughey em comunicado partilhado nas redes sociais.

Depois deste tiroteio, defendeu, é necessário que cada americano se questione: ‘O que realmente valorizamos? , para preservar uma nação, um estado e um bairro mais saudáveis ​​e seguros amanhã?'”. “Não podemos exalar mais uma vez, dar desculpas e aceitar essas trágicas realidades como o status quo”, afirmou.

A estação televisiva “CBS News” relembrou que, mesmo com o seu sucesso em Hollywood, McConaughey manteve laços estreitos com o estado natal do Texas. Em 2021, houve especulações de que poderia concorrer a governador do estado, o que acabou por não acontecer.

Relacionadas

EUA. Psicopatologias explicam maioria dos tiroteios, mas não se deve desvalorizar facilidade de obtenção de armas

Os perpetradores têm um historial de rejeição e dificuldade de se juntarem a grupos, diz Rui Costa Lopes, investigador de Psicologia Social do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. A pandemia, acrescenta, veio piorar a saúde mental dos indivíduos e contribuir para a ocorrência de tiroteios em massa num país onde é fácil obter armas.
Recomendadas

Israel abateu três drones do Hezbollah no Mediterrâneo

O exército israelita afirmou hoje que abateu três drones do grupo xiita libanês Hezbollah e que se dirigiam a um campo de gás no Mediterrâneo, numa área marítima disputada pelos dois países.

Manifestações pelo direito ao aborto reúnem milhares em França

Várias manifestações ocorreram hoje em França em defesa do direito ao aborto e para manifestar apoio às mulheres norte-americanas, depois da decisão, na semana passada, do Supremo Tribunal dos Estados Unidos, de revogar esse direito.

Marcelo parte para São Paulo ainda sem “comunicação por escrito” de Bolsonaro

O chefe de Estado português afirmou hoje, antes de partir do Rio de Janeiro para São Paulo, que continua sem receber nenhuma “comunicação por escrito” do Presidente do Brasil a cancelar o almoço de segunda-feira em Brasília.
Comentários