Receitas de telecomunicações móveis recuam 19%

O volume de receitas acumuladas dos serviços a clientes finais de serviços de telecomunicações móveis ascendeu a cerca de 1.111 milhões de euros, no final do terceiro trimestre de 2015, o que representa uma quebra de 18,8% face ao período homólogo. 

Os consumidores de serviços de telecomunicações móveis estão a mudar. Atualmente o número de cartões SIM ativos é de 16,7 milhões, no entanto, mais de 23% não foram efetivamente utilizados, anunciou a Anacom.Os dados são relativos ao terceiro trimestre de 2015, trimestre em que cerca de 12,8 milhões de SIM ativos foram efetivamente utilizados. O regulador assinala que, excluindo as placas/modem e os cartões associados a comunicações machine-to-machine (M2M), o número de cartões/equipamentos de utilizadores e com utilização efetiva no período foi de 11,7 milhões, o que traduz uma subida ligeira de 0,3% face ao trimestre anterior e uma quebra de 1% em termos homólogos.

Os utilizadores mantém a tendência já registada anteriormente de migrar de planos pré-pagos para planos combinados/híbridos e para planos pós-pagos. Em causa estão os pacotes multi play disponibilizados nos últimos anos pelos operadores de telecomunicações que integram num mesmo pacote serviços fixos e o serviço de telemóvel.

Em virtude desta evolução, no final de setembro a proporção de assinantes pré-pagos atingiu 51,7%, menos 8,1 pontos percentuais que há um ano. Em março de 2005, os pré-pagos representavam 81% do total, o valor mais elevado de sempre”, assinala a Anacom.

Cada habitante continua a possuir em média mais do que um cartão telefónico. A penetração do serviço móvel, ascendeu no trimestre em análise 161,4 por 100 habitantes. No entanto, assinala a Anacom, “se reduzirmos o âmbito aos cartões com utilização efetiva foi de 123,5 por 100 habitantes”.

Os utilizadores efetivos de serviços típicos da banda larga móvel (videotelefonia, transmissão de dados em banda larga, mobile TV, etc.), atingiram os 5,7 milhões (-0,5% face ao trimestre anterior e mais 17,3% em relação ao período homólogo), representando 44,1% do total de cartões SIM efetivamente utilizados.

O crescimento da utilização destes serviços (em termos homólogos) está associado ao aumento dos utilizadores de Internet no telemóvel (mais 27,9%), nomeadamente quando integrada em ofertas em pacote, e à crescente penetração dos smartphones.

De acordo com o regulador, a Meo continua a liderar o mercado com 44,3% dos cartões ativos com utilização efetiva, seguida da Vodafone com 33,5% e da NOS, com uma quota de 20,6%.

Os utilizadores do serviço de mensagens escritas (SMS) enviaram menos 10,6% mensagens face ao período homólogo do ano anterior. O número médio mensal de SMS enviadas por utilizador deste serviço foi de 237 (267 no terceiro trimestre de 2014), o que representa cerca de oito mensagens por dia. O tráfego de SMS tem sofrido uma redução significativa devido ao aparecimento de formas de comunicação alternativas, como é o casos dos serviços de messenger, que permitem enviar mensagens gratuitas quando os utilizadores se encontram ligados através, por exemplo, de redes Wi-Fi.

O número de utilizadores do serviço de roaming internacional fora de Portugal representa 7,9% do total dos cartões SIM efetivamente utilizados, excluindo placas/modem e equipamentos M2M.

OJE

 

Recomendadas

Banco de Fomento lança consulta pública para dois novos Programas de co-investimento em PME

Estando ainda disponível o montante de 475 milhões de euros para lançar novos Programas, “o BPF convida as empresas e todos os interessados a participar na consulta pública acerca de futuras soluções de capital e quase capital, com o objetivo de obter contributos sobre as condições de dois Instrumentos Financeiros pré-estruturados destinados a fomentar a constituição de empresas e/ou capitalização empresarial”, revela o banco liderado por Ana Carvalho.

Premium“Somos a ótica das pessoas e que traz o know how francês”, diz CEO do grupo MonOpticien

Em entrevista ao JE, o CEO do grupo MonOpticien, Florent Carriére, explica o modelo de subscrição que traz para Portugal. “O meu concorrente não é a Multióticas, é a a Netflix e o Spotify”, sublinha.

Bancos da zona euro devolvem antecipadamente 447,5 mil milhões ao BCE

Este montante vem juntar-se aos quase 300 mil milhões de euros que foram reembolsados antecipadamente em 23 de novembro.