Recordes de Wall Street animam abertura das bolsas europeias

Em Lisboa, destacam-se as ligeiras subidas do BCP (+0,84%, para 0,20 euros), da EDP – Energias de Portugal (+0,31%, para 3,83 euros) e da EDP Renováveis (+1,76%, para 10,42 euros).

A Bolsa de Lisboa abriu esta sexta-feira, dia 27 de dezembro, com ganhos, alavancada sobretudo pelas subidas do BCP (+0,84%, para 0,20 euros), da EDP – Energias de Portugal (+0,31%, para 3,83 euros) e da EDP Renováveis (+1,76%, para 10,42 euros). O principal índice bolsista negoceia, cerca de 30 minutos após o início da sessão, a somar 0,35%, para os 5.249,81 pontos, seguindo a onda positiva que se gerou depois dos recordes de ontem em Wall Street, onde o índice tecnológico Nasdaq Composite ultrapassou pela primeira vez os 9 mil pontos.

No PSI-20, que acompanha as suas congéneres europeias, sobem ainda: Sonae (+0,05%), Navigator (+0,45%), Jerónimo Martins (+0,10%) ou CTT – Correios de Portugal (+0,44%).  A Galp Energia avança 0,23%, para 15,26 euros, após informar que as declarações de comercialidade da descoberta de Carcará, na bacia de Santos (pré-sal no Brasil) foram submetidas à Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), assim como o relatório final do Plano de Avaliação da Área.

Por outro lado, caem os títulos da Altri (-0,97%, para 5,63 euros), os da Pharol (-0,30%, para 0,09 euros) e os da Corticeira Amorim (-0,18%, para 11,40 euros).

As restantes praças do ‘Velho Continente’ começam o dia igualmente no ‘verde’. O índice alemão DAX ganhou 0,36%, o britânico FTSE 100 somou 0,35%, o francês CAC 40 subiu 0,22%, o holandês AEX cresceu 0,30%, o espanhol IBEX 35 subiu 0,17%. Só o italiano FTSE MIB recua 0,38%.

A Europa está a ser sustentada pelos máximos do outro lado do Atlântico. “Foram as tecnológicas em grande parte responsáveis pelo rally, com a Amazon a disparar mais de 4% após emitir um comunicado sobre as vendas na época natalícia. À exceção da Amazon, os volumes negociados ontem no S&P 500 foram 37% abaixo da média das últimas 20 sessões”, lembra Ramiro Loureiro, trader do Millennium bcp, numa nota de mercado.

Perante a escassez de notícias nesta época natalícia, os analistas do CaixaBank/BPI Research destacam esta manhã alguns dos padrões bolsistas que têm emergido, entre os quais a forte subida do retalho europeu no último mês (6,84%). Conforme denotam, este é “o melhor performer de dezembro e um dos melhores do ano (+33%) do DJStoxx600”. “Os catalisadores da recente subida foram algumas fusões e aquisições (sendo a compra da Woowa pela Delivery Hero a mais emblemática), os bons resultados da Inditex e a forte valorização dos retalhistas inglesas após a diminuição da incerteza em redor do Brexit”, defendem, no habitual comentário ‘Diário de Bolsa’.

Quanto ao mercado cambial, o euro aprecia 0,34% face ao dólar (1,1134) e a libra esterlina “valoriza” 0,43% perante a divisa dos Estados Unidos (1,3049). Em relação aos preços do petróleo, a cotação do barril de Brent está a subir 0,31%, para 68,13 dólares, enquanto a cotação do crude WTI ganha 0,32%, para 61,88 dólares por barril.

Recomendadas

PremiumMercados somam e seguem

Índices acionistas encerram em alta em novembro, somando segundo ganho mensal consecutivo.

Wall Street encerra semana apenas com Dow Jones a negociar em terreno positivo

Ao final do dia em Wall Street, o Dow Jones soma 0,10% para 34.429,88 pontos, o S&P 500 perde 0,13% para 4.071,45 pontos e o tecnológico Nasdaq desvaloriza 0,18% para 11.461,50 pontos. 

Euro regista ligeira valorização e segue acima de 1,05 dólares

Lisboa, 02 dez 2022 (Lusa) – O euro subiu hoje ligeiramente e mantinha-se a negociar acima de 1,05 dólares, após a divulgação de números melhores do que o previsto sobre a criação de emprego nos Estados Unidos.
Comentários