Recuperação de dados: Os 10 maiores desastres de 2015

Há 13 anos a Kroll Ontrak, especialista em soluções de disaster recovery (recuperação de desastres tecnológicos), criou um ranking: as 10 histórias mais inacreditáveis e impressionantes do ano. E atualmente é imperdível. 


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A Kroll Ontrack recolhe anualmente a lista das mais duras “desgraças” que chegam aos seus serviços solucionadas com sucesso. Os dados pareciam perdidos para sempre, mas mesmo em circunstâncias extremas, apesar de nada haver a fazer em relação ao equipamento, é possível salvar os dados.

Se acha que deixar cair um telemóvel na sanita foi para si um drama, saiba que há dispositivos esmagados, incendiados, afogados ou atirados num momento de fúria cega cujos dados conseguem ser extraídos. Divirta-se com a desgraça alheia, compilada pelos engenheiros da Kroll Ontrak.

10 – Obras e calor não combinam (Alemanha)

Uma pequena empresa na Alemanha estava em obras, incluindo a sala de servidores. O administrador de sistemas reparou numa sexta-feira que o plástico utilizado para proteger a sala do servidor não estava a manter o pó fora da divisão. Decidiu por isso mudar o servidor para outra sala, longe das obras, para evitar a acumulação de poeiras durante o fim-de-semana. Foi um fim-de-semana particularmente quente. Na segunda-feira os colegas não conseguiam ligar-se ao sistema. O administrador de sistemas constatou então que alguém tinha desligado o ar condicionado da sala para onde o servidor tinha ido na sexta-feira para evitar que o pó da obra lá chegasse. O equipamento sobreaqueceu. A Kroll Ontrack conseguiu salvar 99% dos dados.

9 – Computador vintage (Polónia)

Um cliente da Kroll On Track ainda utilizava um Comodore Amiga 600, um computador introduzido no mercado há mais de 20 anos (em 1992). De repente, o computador deixou de funcionar, sem o envolvimento de acidentes ou erros humanos, simplesmente por que tinha chegado a sua hora. Este computador era mais que uma máquina, tinha sido um presente de infância onde estavam introduzidas muitas memórias do utilizador.

8 – Má sorte profissional (Noruega)

Um utilizador doméstico, após perder o acesso aos dados, foi a uma loja de apoio técnico de TI solicitar a correção do problema. O técnico deixou o sistema a fazer backup durante a noite – um processo que pode levar várias horas – e acidentalmente um funcionário de limpeza deixou cair o disco no chão. A unidade começou de imediato fazer um barulho muito alto. A loja de TI levou de imediato o disco para a sala de limpeza da Kroll Ontrak onde foi possível recuperar 98,8% dos dados.

7 – Déjà vu (Polónia)

A empresa de disaster recovery recebeu um RAID com 22 unidades – que já anteriormente haviam sido submetidas a uma recuperação de dados por parte da Kroll Ontrack. O cliente tinha reutilizado as drives “boas”, substituído as drives em maus estado e continuou a utilizar o servidor. O cliente não fez backup (novamente), o servidor “crashou” (novamente) e as drives foram enviadas (novamente) para recuperar os dados. Lição: nunca reutilize um sistema que avariou sem o proteger devidamente.

6 – Dados Dissolvido (Polónia)

“Derramei solvente no meu laptop. Estou a caminho das vossas instalações”, disse uma voz ao telefone. Rapidamente descobrimos que enquanto preparava uma tinta para a sua esposa, que implicava a mistura de várias tintas com solvente para alcançar o tom idela, o cliente esbarrou acidentalmente na embalagem aberta de solvente que entornou em cima do computador que estava no chão a tocar música ambiente. Foi um dia infeliz para o laptop, diz a Kroll Ontrack, mas felizmente não para os dados. A rapidez permitiu à empresa conseguiu recuperar a totalidade dos dados.

5 – Temperamental (EUA)

No ataque de fúria, um cliente atirou o laptop com toda a força contra uma parede. A unidade fez ricochete na parede e caiu no chão. Apesar do lançamento de mais de três metros, do embate com a parede e da queda até ao chão, os especialistas conseguiram recuperar os dados do cliente.

4 – Jardinagem de smartphone  (Reino Unido)

Um cliente estava a cortar a relva quando o seu smartphone caiu inadvertidamente no chão. Inicialmente o cliente não se apercebeu que ceifou o dispositivo, destruindo-o completamente. Foi possível recuperar todos os dados.

3 – A viagem do iPad (Reino Unido)

Sabe-se lá como, um cliente deixou acidentalmente cair o seu iPad de um comboio no meio de uma floresta remota. Surpreendentemente o equipamento foi encontrado, mas estava gravemente danificado e os dados inacessíveis. O digitalizador foi destruído, pelo que o iPad não respondia ao toque, ao mesmo tempo que uma segunda camada do ecrã, o chassis, a bateria e o conector de iluminação foram danificados. A parte eletrónica estava a funcionar devidamente e o equipamento estava a reiniciar-se de dois em dois minutos, o que dava aos engenheiros apenas alguns segundos para executar a recuperação entre os reboots. Com persistência, os engenheiros descobriram que a motherboard estava em condições o que permitiu a recuperação da totalidade dos dados.

2 – iPhone lindo (Itália)

Uma cliente estava a retirar a maquilhagem no final do dia quando derrubou o desmaquilhante em cima do iPhone. Como resultado o equipamento não conseguia ligar-se. A grande preocupação da cliente era salientar que o desmaquilhante era de uma marca muito conhecida. Graças aos engenheiros (e à boa qualidade da loção?) foi possível recuperar a totalidade dos dados, incluindo as fotos e os contactos.

1 – Fogo e água: problema ou solução? (Reino Unido)

Quando se tem toda a informação num laptop no nosso apartamento (sem backup) e ocorre um incêndio no prémio e os sistemas de incêndio começam a funcionar, está-se a ter um dia particularmente maus. Este cenário foi o que levou um cliente aos laboratórios da Kroll Ontrack gravemente afectado pelo fogo e pela água. Ainda assim os engenheiros da emrpesa conseguiram salvar 100% dos dados.

OJE

Recomendadas

Emissão obrigacionista da Sonangol é “bem vinda” para a bolsa angolana

Segundo o responsável do Departamento de Desenvolvimento de Mercado da Bodiva, Nivaldo Matias, a iniciativa da Sonangol ainda não foi dada a conhecer formalmente à instituição, contudo, a decisão da petrolífera é “bem-vinda”.

Novabase suspende programa de recompra de ações

A tecnológica já tinha suspendido o programa em junho, tendo depois voltado a retomá-lo. Segundo informação publicada nessa altura, o programa estava previsto durar até 31 de dezembro de 2023.

Trabalhadores da Autoeuropa rejeitam pré-acordo laboral que previa aumento de 5,2%

Dos mais de cinco mil trabalhadores da fábrica de automóveis da Volkswagen, em Palmela, no distrito de Setúbal, só 3.865 exercerem o direito de voto, 2.007 dos quais votaram contra o pré-acordo e 1.826 a favor. Houve ainda 10 votos nulos e 22 brancos.