Redes de televisão na Rússia sofrem ataques informáticos

No lugar dos títulos dos programas dos canais, apareceram textos relacionados à guerra na Ucrânia.

Algumas redes de televisão foram hoje alvo de ataques informáticos na Rússia, quando decorre o desfile militar do 77.º aniversário da vitória soviética sobre a Alemanha nazi na II Guerra Mundial, segundo a imprensa local.

De acordo com a agência de notícias russa Interfax, pessoas não identificadas acederam à programação das redes de televisão por cabo Rostelecom, MTS e NTV-Plus.

No lugar dos títulos dos programas dos canais, apareceram textos relacionados à guerra na Ucrânia.

Os piratas também atacaram a Yandex TV, segundo informações passadas por várias pessoas, que publicaram fotos na rede social Telegram a confirmar que o canal foi vítima de piratas informáticos.

A Rússia invadiu a Ucrânia em 24 de fevereiro e a ofensiva militar provocou já a morte de mais de três mil civis, segundo a ONU, que alerta para a probabilidade de o número real ser muito maior.

A ofensiva militar causou a fuga de mais de 13 milhões de pessoas, das quais mais de 5,5 milhões para fora do país, de acordo com os mais recentes dados da ONU.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

Relacionadas

Putin não declara guerra e volta a defender “operação militar especial” na Ucrânia” (com áudio)

O presidente russo disse que o foco do exército agora é o leste da Ucrânia e a região do Donbass. E voltou a criticar a NATO.

Kiev alerta para prováveis ataques com mísseis russos

O estado-maior do exército ucraniano alertou hoje para a “alta probabilidade de ataques com mísseis” por parte das tropas russas, no dia em que em Moscovo vai decorrer um tradicional desfile militar.

Vladimir Putin prestes a declarar oficialmente guerra à Ucrânia (com áudio)

O mundo vai estar hoje de olhos postos na Praça Vermelha,  tal como nos velhos tempos da URSS, à espera de novidades sobre a invasão da Ucrânia.

UE condena “flagrante desprezo” da Rússia pela vida de civis ao atacar escola (com áudio)

Os 27 Estados-membros estão “consternados pelo ataque aéreo russo contra um edifício escolar em Belogorovka, região de Lugansk, e que, segundo se informa, morreram muitas crianças”, indicou na sua conta Twitter o Alto representante para a política externa, Josep Borrell.
Recomendadas

Rússia expulsa 34 diplomatas franceses

A situação poderá estender-se ao corpo diplomático espanhol, dado que Sergey Lavrov convocou esta quarta-feira o embaixador espanhol em Moscovo, Marcos Gómez.

Zelensky invoca ‘O Grande Ditador’ de Chaplin em Cannes

“O cinema vai ficar calado ou vai falar sobre isto? Se houver um ditador, se houver uma guerra pela liberdade, novamente, tudo depende da nossa unidade. O cinema pode ficar de fora?”, questionou. Por fim, disse que a sua crença é a mesma do clássico cinematográfico: “a liberdade não morrerá”.

Ginasta russo banido por um ano por usar símbolo pró-Putin em competição ganha pela Ucrânia

Ivan Kuliakd deve também devolver a medalha e reembolsar o prémio em dinheiro de 500 francos suíços (cerca de 477 euros) e pagar uma contribuição dos custos do processo no valor de 2.000 francos suíços (1908 euros). O russo pode pedir o recurso nos próximos 21 dias.
Comentários