Reforma fiscal dá abertura robusta a Wall Street

O Senado dos Estados Unidos já aprovou a proposta de lei e o documento volta agora à Casa dos Representantes. A aprovação final é esperada ainda esta quarta-feira, antes de a lei ser assinada pelo presidente Donald Trump.

Crash de 25% em Wall Street
Os principais índices acionistas em Wall Street abriram esta quarta-feira com ganhos, depois de o Senado ter aprovado uma lei fiscal, que se espera impulsione lucros empresariais, dividendos e ações. A experativa com a reforma nos impostos tem levado a um rally acionista, com o S&P 500 a valorizar quase 20% desde o início do ano, a melhor performance desde 2013.

O Senado dos Estados aprovou esta terça-feira a proposta de lei com 51 votos a favor, contra 48. O documento vai agora voltar à Casa dos Representantes e a aprovação final é esperada ainda esta quarta-feira, antes de a lei ser assinada pelo Presidente Donald Trump.

Entre as principais mudanças está a redução dos impostos para as empresas para 21%, dos anteriores 35% a partir de dia 1 de janeiro. Segundo os analistas consultados pela Reuters, o corte poderá levar a um aumento nos lucros entre 7% e 10% no próximo ano.

“Penso que este bull market ainda tem algum espaço para correr. Certamente que nos próximos seis meses ainda há muitas possibilidades de subidas”, afirmou o vice-presidente de trading e derivados da Charles Schwab, Randy Frederick, à agência.

Em Wall Street, o índice industrial Dow Jones sobe 0,28% para 24.823,65 pontos, enquanto o financeiro S&P 500 avança 0,32% para 2.690,00 pontos e o tecnológico Nasdaq ganha 0,22% para 6.978,85 pontos.

No mercado cambial, o dólar segue a desvalorizar 0,07% para 0,844 euros e 0,15% para 0,746 libras. Já contra a divisa do Japão, a moeda norte-americana aprecia-se 0,34% para 113,27 ienes. Os juros da dívida benchmark dos Estados Unidos sobem 2,3 pontos base para 2,49%.

Relacionadas

Reforma fiscal de Trump cada vez mais perto de avançar após ‘sim’ do Senado

Na rede social Twitter, o presidente norte-americano explicou que se a reforma for aprovada haverá uma conferência de imprensa na Casa Branca, aproximadamente às 13 horas [hora local].

Wall Street fecha com índices em queda em dia de aprovação da reforma fiscal

Em dia de reforma fiscal aprovada pelo Congresso a bolsa caiu.. Uma das beneficiadas será a Apple que pode economizar quase 50 mil milhões de dólares com a reforma tributária de Trump, mas caiu em bolsa 1,07%.
Recomendadas

Wall Street com mais um dia para esquecer

A perspectiva de manutenção das taxas de juro em alta pelos próximos (muitos) meses não dá tréguas aos investidores do mercado de capitais, que continuam a assistir ao afundamentos dos principais índices da praça norte-americana.

Bitcoin alcança valor mais alto em uma semana e ultrapassa os 20 mil dólares

A criptomoeda subiu 5% esta terça-feira, acompanhada pela Ethereum, que subiu 4%, num dia de subidas generalizadas entre as criptomoedas.

Bolsa de Lisboa fecha em terreno positivo com Europa no ‘vermelho’

As cotadas da família EDP foram as únicas a terminar o dia em terreno negativo, com a EDP a perder 1,28%, nos 4,55 euros, e a EDP Renováveis a cair 0,92% para os 21,43 euros.
Comentários