Reforma: Quatro dicas para poupar mais e melhor

A “insegurança” da Segurança Social leva os jovens a preocupar-se cada vez mais com um plano de poupança para a reforma.

Há várias razões que levam os jovens a necessitar cada vez mais de um plano de poupança para a reforma, como a “insegurança” da Segurança Social, que tem apresentado valores de pensões “cada vez menos generosos”.

O Jornal Económico revela quatro etapas para poupar mais, e melhor:

Estime os gastos futuros

Criar um orçamento e entender o fluxo atual de ganhos e despesas é um bom começo. Interessa também ter em conta que há despesas que desaparecem, mas novas aparecerão. Por exemplo, uma despesa atual com um empréstimo terminará, mas se planeia ter filhos, também é uma despesa futura a considerar, ou se quer viajar. O fim de uma despesa pode levar à afetação desse dinheiro para outro fim. Deduzir e adicionar despesas futuras no orçamento mensal possibilita uma melhor estimativa de quanto pode poupar para a reforma.

Se conta com um gasto futuro, pode poupar mais “agora” para abater o “depois”.

Use uma “calculadora de reforma”

NerdWallet é uma plataforma que disponibiliza uma calculadora de reforma, que tem em conta a meta de poupança e a idade de reforma, apresentando um plano para atingir o fim pretendido.

Escreva o seu plano de reforma

É importante escrever o seu plano, não pelo formalismo mas pelo esquecimento. Delinear os objetivos e fixá-los é importante para que se mantenha focado nas metas de reforma que definiu.

Reveja o plano

Nem tudo corre como o previsto, e as situações de vida podem mudar frequentemente por isso, reveja o seu plano com alguma regularidade e faça as alterações necessárias. Um filho ou uma subida na taxa de inflação são situações que merecem uma revisão do plano.

 

Recomendadas

Tribunal de Contas só recusa visto a 1% dos contratos em fiscalização prévia

“Recebemos para fiscalização prévia cerca de 2.000 a 4.000 contratos por ano só para fiscalização prévia, que são os contratos com valores superiores a 750 mil euros. Desse montante, apenas a uma percentagem muito reduzida é que o Tribunal de Contas recusa o visto: cerca de 1%. Aqui está a força dissuasora da função de fiscalização prévia”, explicou.

Portugal sobe duas posições no Ranking Mundial de Talento e é agora o 24.º mais competitivo

Portugal melhora sobretudo na Investigação & Desenvolvimento e na Preparação. O podium mundial é liderado pela Suíça, Suécia e Islândia, as três economias mais competitivas em talento a nível mundial entre os 63 países analisados pela escola de negócios IMD.

António Costa: Ambiente+Simples ajuda investimento nas renováveis

O primeiro-ministro afirmou que a desburocratização e a digitalização da administração pública é fundamental para reduzir custos e facilitar o investimento nas renováveis.
Comentários