Regresso à Fórmula 1. Renault adquire Lotus

Enquanto fornecedora de motores, a Renault conquistou consecutivamente quatro títulos de construtores e outros tantos de pilotos.


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A Renault anunciou a aquisição da escuderia Lotus, com o objetivo de regressar ao Mundial de Fórmula 1 enquanto equipa na época de 2016.

“O Grupo Renault e a Gravity Motorsports (…) formalizaram a finalização da aquisição de uma participação maioritária no capital da Lotus F1 Team Limited”, lê-se num comunicado da construtora francesa de automóveis.

Presente na F1 de maneira quase ininterrupta desde 1977, com uma escuderia ou apenas como fornecedora de motores, a Renault foi campeã do mundo em 2005 e 2006 com o espanhol Fernando Alonso, sob a designação de Renault F1.  De recordar que entre 2010 e 2013, a Renault conquistou títulos com a Red Bull Racing e o alemão Sebastian Vettel.

OJE

Recomendadas

Portugal goleia em Praga e assume liderança do Grupo A2 da Liga das Nações

Portugal venceu este sábado a República Checa por 4-0, numa partida em Praga.

Emitido mandado de detenção para Vale e Azevedo

O Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa emitiu hoje um mandado de detenção para o antigo presidente do Benfica João Vale e Azevedo, alegando que se recusa a comparecer perante o juiz.

Instituto do Desporto e Juventude tem 33 recomendações para a redução do consumo energético e hídrico

O organismo deu a conhecer formas de minimizar o consumo nas instalações desportivas. Desde a instalação de sensores de presença à instalação de bombas de calor, tudo conta para reduzir.