PremiumRegulador ‘corta energia’ à OPA chinesa sobre a EDP

Parecer da ERSE sobre compra da Generg cria precedente que dificulta oferta da CTG. Se os chineses saírem de cena, a EDP voltará ao ‘radar’ de concorrentes e de fundos interessados em retalhar o grupo.

A Oferta Pública de Aquisição (OPA) da China Three Gorges sobre a EDP está cada vez mais em risco, após a autoridade reguladora do setor energético ter emitido um parecer que, tal como se esperava, promete dificultar a concretização da operação. As fontes contatadas pelo Jornal Económico consideram que a OPA chinesa está de facto em risco, embora ainda não esteja morta. E salientam que, se os chineses saírem de cena, a EDP voltará a ser um alvo para movimentos de consolidação, visando a partilha dos seus ativos.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

JCDecaux ganha um contrato de 10 anos com a ViaQuatro no Brasil

A JCDecaux ganha um contrato de 10 anos com a ViaQuatro para a exploração de espaços publicitários na linha 4 do metro de São Paulo, tornando-se no maior grupo de meios no metro do Brasil.

Timor Gap regista novas imparidades devido a investimento no consórcio do Greater Sunrise

O relatório anual da petrolífera, a que a Lusa teve acesso, regista um lucro operacional negativo de mais de 26 milhões de dólares (26,1 milhões de euros), explicando que “o aumento da perda líquida se deve principalmente às perdas por imparidade”.

Musk avança para a compra do Twitter e ações disparam 22%

O CEO da Tesla, Elon Musk, voltou atrás na negociação e concordou em comprar o Twitter pelo preço original acordado de 44 mil milhões de dólares. As negociações da tecnológica na bolsa norte-americana foram interrompidas aquando do anúncio e retomaram a valorizar 22%.
Comentários