Regulador já tem informações que pediu à TAP

A companhia de aviação portuguesa tinha de entregar todos os dados que não tivessem vindo a público à ANAC e, como estipulado, a TAP respondeu até sexta-feira. O parecer deverá ser emitido esta semana.

Paulo Whitaker/Reuters

No final do mês de outubro, A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) solicitou à TAP que comunicasse à autoridade, no prazo de 15 dias úteis, a contar da notificação feita na presente data, quais as “informações de natureza confidencial e não confidencial constantes da notificação e posteriores requerimentos”. David G. Neeleman confirmou que essa apreciação seria enviada dentro do período estipulado (ainda durante esse dia o no seguinte), na quinta-feira.

Hoje, o “Público” adianta que, tal como o acionista da TAP tinha referido, a empresa respondeu até sexta-feira e espera-se que o parecer sobre a venda da TAP ao Atlantic Gateway seja emitido ainda esta semana.

A ANAC pediu esses dados para que pudesse concluir a apreciação sobre o consórcio que detém 61% do capital da companhia de aviação, do português Humberto Pedrosa e do americano David Neeleman.

O regulador ainda será chamado a dar um terceiro parecer quando a estrutura accionista da transportadora aérea for alterada para dar ao Estado 50% do capital, o que não vai acontecer antes do próximo ano.

Os motivos pelos quais a ANAC travou a privatização da TAP têm que ver com desequilíbrios de gestão e de financiamento. De acordo com o que escreve esta segunda-feira o jornal, a ANAC considerava ser Neeleman quem efetivamente controlava os destinos da TAP e, para poder concluir que existiam regras que não estavam a ser cumpridas, a autoridade da aviação apoiou-se num estudo da consultora britânica Allen & Overy, que teve um custo de 90 mil euros.

Relacionadas

TAP quer triplicar voos para os EUA nos próximos 3 anos

David Neeleman revelou que é objetivo da companhia aérea ter 70 voos semanais para os EUA nos próximos três anos.

TAP quer aeroporto no Montijo a funcionar no verão de 2018

Companhia aérea portuguesa pede ao Governo que chegue a um consenso com a Força Aérea para que se possam iniciar a construção do novo aeroporto na margem sul.
Recomendadas

Digi e Cellnex celebram acordo para instalação de rede 5G em Portugal

Esta é a primeira informação oficial a surgir depois de a Digi ter investido mais de 67 milhões de euros na compra de licenças 5G no leilão da Anacom.

Mastercard quer oferecer soluções tecnológicas de pagamento que incluam criptomoedas

A Economista Responsável pelos Mercados da Europa, Médio-Oriente e África no Instituto Económico da Mastercard, Natalia Lechmanova, mostrou como os hábitos dos consumidores estão a alterar-se nas economias ocidentais, onde “as pessoas estão a dar cada vez mais prioridade às experiências e menos a “coisas”.

Mobilidade Sustentável: conheça a aposta da Schindler

Com a missão de ser cada vez mais sustentável, a Schindler estabeleceu para o ano de 2030 uma redução de 50% nas emissões de gases com efeito de estufa das suas atividades, com base nos dados de 2020.
Comentários