Rei de Espanha designa Pedro Sánchez como candidato a formar próximo Governo

“Sua majestade o Rei […] comunicou-me a sua decisão de propor Pedro Sánchez como candidato a primeiro-ministro“ do executivo espanhol, disse Meritxell Batet, depois de se reunir com Felipe VI.

O Rei de Espanha, Felipe VI, designou esta quarta-feira em Madrid o secretário-geral do PSOE e primeiro-ministro em funções, Pedro Sánchez, como candidato a chefe do próximo Governo, anunciou a presidente do parlamento, Meritxell Batet.

“Sua majestade o Rei […] comunicou-me a sua decisão de propor Pedro Sánchez como candidato a primeiro-ministro“ do executivo espanhol, disse Meritxell Batet depois de se reunir com Felipe VI.

Pedro Sánchez aceitou a tarefa de tentar formar um novo executivo apesar de ainda não ter assegurado os apoios parlamentares necessários, principalmente da parte dos independentistas catalães da ERC (Esquerda Republicana da Catalunha) cujos 13 deputados terão, no mínimo, de se abster para permitir a investidura do líder socialista.

Recomendadas

Consórcio confirma existência de petróleo em São Tomé e Príncipe

O consórcio é composto pela Galp STP (operador) com 45% de interesses participativos, Shell STP com 45%, e a ANP–STP, em representação do Estado são-tomense, com 10% de interesses participativos.

Bósnia-Herzegovina: eleições ensombradas por milhares de votos inválidos

Quatro dias após as eleições, ainda não há resultados validados e o risco do não reconhecimento do ato eleitoral ou da sua repetição é grande. Entretanto, na República Srpska, Mirolad Dodic jura fidelidade a Moscovo.

Lado turco de Chipre exige reconhecimento às forças de paz da ONU

A República Turca do Chipre do Norte, país que só a Turquia reconhece, quer que a força de paz da ONU, que está no terreno desde 1964, reconheça a existência do país. Ou então que se retire.
Comentários